Métodos anticoncepcionais não servem para todas as mulheres


Mulher deve conversar com o ginecologista sobre a melhor opção para o seu caso

 Seja para evitar uma gravidez, a transmissão de doenças sexualmente transmissíveis ou ainda para tratar a síndrome dos ovários policísticos, o uso dos métodos anticoncepcionais faz parte da vida dos casais conscientes, sendo fundamental para o planejamento familiar. Existem várias opções que podem e devem ser discutidas com o ginecologista, uma vez que cada uma tem seus prós e contras. Os métodos contraceptivos podem ser classificados em:
 
1) Barreira: cria-se um obstáculo físico entre o útero e os espermatozoides (exemplos: camisinha masculina, camisinha feminina e diafragma);
 
2) Natural: utilização de uma tabelinha, onde a mulher controla os períodos de ovulação e evita ter relações sexuais (pouca eficácia);
 
3) Químico: aplicado diretamente na cavidade vaginal de forma a impedir a mobilidade dos espermatozoides (exemplo: dispositivo intrauterino);
 
4) Hormonal: hormônios que impedem a ovulação (exemplos: pílula oral, anticoncepcional injetável e  anel vaginal);
 
5) Cirúrgico: a laqueadura para as mulheres e a vasectomia para os homens são procedimentos cirúrgicos indicados às pessoas que já tiveram filhos e que não desejam mais engravidar. Deve haver uma séria reflexão antes de se optar pelos métodos cirúrgicos, para evitar arrependimentos.
 
Antes de optar por um dos métodos, é preciso se informar, consultar o ginecologista de confiança e refletir junto com o parceiro. Vale destacar que o uso do preservativo previne tanto a gravidez quanto as doenças sexualmente transmissíveis, e quando associado a algum outro método, acarreta um nível máximo de prevenção da gravidez. 
 
A utilização de hormônios não é indicada para qualquer mulher. As que sofrem de dor de cabeça crônica, colesterol alto, ou que têm risco maior para câncer de mama não devem utilizá-los, por exemplo. As fumantes e mulheres acima dos 35 anos também não. 
 
Em todo caso, a indicação médica e a procedência do método adquirido é fundamental para o resultado ser positivo. A Sare Drogarias é sua farmácia online confiável, que apoia a prevenção de doenças sexualmente transmissíveis e a conscientização sobre os métodos contraceptivos.
 
Por: AgComunicado