Livre-se do preconceito e combata o câncer de próstata


Conscientização e prevenção ao público masculino.

 Segundo dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA) e da Organização Mundial da Saúde (OMS), o câncer de próstata é o segundo mais diagnosticado entre homens no Brasil e no mundo – fica atrás apenas do câncer de pele não-melanoma. Em 2012, mais de 60 mil é o número estimado de novos casos e, de acordo com o INCA, em 2010 o número de mortes decorrentes da doença beirou os 13 mil. Sendo assim, a conscientização da população é fundamental para que a prevenção seja um hábito entre o público masculino.
 
O exame urológico de toque retal é visto com maus olhos, porém é o mais importante para a realização do diagnóstico. Diversas são as campanhas criadas e apoiadas pela Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) que servem de alerta e incentivo para os homens procurarem um especialista. O mês de novembro, por exemplo, ficou conhecido como \'Novembro Azul\', com destaque para o combate mundial contra o câncer de próstata.
 
A próstata é uma glândula com o tamanho de uma castanha, responsável por parte da produção do sêmen – líquido espesso que contém os espermatozoides. Está localizada na parte baixa do abdômen e à frente do reto e, justamente por conta da difícil localização, os exames convencionais não são capazes de chegar até a região. Por conta disto, é através do toque que o especialista pode sentir se há algum aumento, anomalia ou endurecimento da região. Vale ressaltar que o exame é rápido e indolor.
 
O diagnóstico de tumores na região é mais frequente a partir dos 65 anos, mas os cuidados devem ser antecipados. Homens com 45 anos já podem procurar um médico urologista para realizar um check-up. Quanto antes a doença for diagnosticada, melhores são os resultados dos tratamentos com medicamentos específicos.
 
A solução para combater o câncer de próstata é livrar-se do preconceito e cuidar da saúde. Conscientize seu pai, marido, filho e o máximo de pessoas próximas a você!
 
Por: AgComunicado