Limão: santo remédio contra o alto colesterol


O limão possui ricas propriedades que tratam e previnem doenças do coração. Saiba quais são.

 
Nem todos sabem, mas o limão é uma fruta rica e que pode auxiliar no tratamento de problemas cardiovasculares. O limão em sua totalidade (casca e polpa) contitui um importante remédio contra o colesterol alto. A casca contém 0,5% de óleos essenciais; possui pelo menos 65% de d-limonemo e monopertenos.
 
Esses componentes juntos impedem a oxidação do mau colesterol (LDL) no sangue, desta forma, impede que placas de gordura congestionem os vasos sanguíneos. Consequentemente problemas como: aterosclerose, triglicérides e outros problemas cardiovasculares são evitados.
 
Os monopertenos que são conhecidos como: pinenos e gama-terpineno, atuam impedindo o depósito de gordura nas veias e também na desobstrução.
 
Muito já se falou sobre a ação do limão de “afinar” o sangue, o que não passa de uma lenda propagada por intermédio das gerações. O limão favorece a circulação sanguínea, ajuda a “liberar” as veias, vasos e artérias de possíveis toxinas. 
 
Essa fruta possui a importante vitamina P, essa substância ajuda o organismo a absorver a vitamina C presente em demasia na fruta. A vitamina P possui dois primordias componentes (flavonóides e flavonas) que se encontram entre a casca e a polpa do limão (a parte branca ou bagaço da fruta).
 
A vitamina P ajuda o organismo a aproveitar ao máximo a vitamina C presente na fruta. Essa substância auxilia como importante agente de cicatrização e combate até mesmo a fragilidade capilar. Atua no tratamento em casos de edemas nos tecidos (sabe aquelas manchas roxas que surgem devido à pancadas?). Fortalece o sistema imunológico, previne gripes e resfriados etc.
 
Aqueles que possuem problemas gastrointestinais necessitam de orientação médica acerca da utilização do limão, mas o ideal é que 2 unidades sejam consumidas ao dia. Como foi frisado anteriormente, o limão é rico em sua totalidade, desta forma é importante aproveitar todos os recursos presentes na fruta (casca e polpa). Em casos de sucos, para que não surja o desagradável gosto amargo, a dica é que a casca seja ralada em ralo grosso e depois acrescentada à bebida.
 
O importante é que a fruta seja mais consumida e que a saúde seja sempre priorizada. Se houver a utilização de algum medicamento como é o caso da Sinvastatina, a utilização do limão só vai potencializar os cuidados com o coração!
 
Daiana Barasa