Jogos de vídeo game ativos fazem as crianças se exercitarem mais!


Jovens em estudo australiano foram um pouco menos sedentários.

 
 
Uma nova geração de jogos de vídeo games "ativos" dão um leve impulso para os níveis de atividade física nas crianças que ficam em casa, de acordo com um novo estudo. A maioria dos jogos de vídeo game são passivos e não há modo melhor do que assistir televisão para ganhar peso. As crianças em países desenvolvidos gastam de 38 a 90 minutos por dia jogando vídeo games.
 
 
Mas não se sabia se os jogos de vídeo ativos eram melhores. Neste estudo, publicado on-line em 01 de julho no BMJ Open, pesquisadores australianos analisaram como remover os jogos passivos de casa ou substituí-los por jogos ativos afetou os níveis de atividade de 56 crianças, com idades entre 10 e 12 anos.
 
 
Durante oito semanas todos os jogos de vídeo game foram removidos da casa. Isto foi seguido por oito semanas onde as crianças eram autorizadas a jogar jogos de vídeo game passivos e depois oito semanas onde as crianças eram autorizadas a jogar jogos de vídeo games ativos.
 
 
Os níveis de atividade física não variaram muito durante qualquer um dos três períodos de oito semanas, de acordo com uma nota de imprensa do jornal. A remoção dos videogames foi associada com um aumento de quase quatro minutos de atividade física moderada a vigorosa por dia e uma redução de quase cinco minutos no tempo sedentário. 
 
 
Durante o período em que as crianças foram autorizadas a jogar vídeo games ativos os seus níveis de atividade diária aumentou em cerca de três minutos e o tempo sedentário caiu pouco mais de seis minutos.
 
 
As diferenças parecem pequenas e, por si só, é improvável que tenha qualquer efeito na saúde das crianças, de acordo com os autores do estudo, o Dr. Leon Straker da Universidade Curtin, em Perth, Austrália Ocidental, e seus colegas.
 
 
No entanto, os pesquisadores disseram que esses pequenos aumentos na atividade são significativos, tendo em conta os níveis rapidamente crescentes das crianças com exposição aos jogos eletrônicos em computadores, tablets e smartphones, bem como a navegação na internet e as mídias sociais.
 
 
"Por isso, pequenas mudanças através de uma variedade dessas plataformas poderiam resultar em um impacto clínico mais substancial", os autores escreveram. Principalmente pelo aumento da obesidade, esta é uma forma, mesmo que pequena, para as crianças obesas emagrecerem.
 
 
Os pesquisadores também observaram que a substituição de jogos de vídeo game passivos para versões ativas pode ser mais fácil para as famílias manterem do que uma proibição total de jogos de vídeo game.
Henrique Torres