Intolerância à lactose: o que fazer?


Muitas pessoas apresentam intolerância à lactose. Saiba o que é ecomo tratar

 
Diversas pessoas no planeta possuem um problema que vem crescendo cada vez mais: intolerância à lactose. Por questões culturais e naturais, o leite é introduzido em nossa vida. É responsável pelo alto teor de cálcio que auxilia na formação do esqueleto e ajuda a proteger o mesmo de possíveis doenças ósseas ao longo da vida como a osteoporose, artrite, artrose etc. Mas há um problema que aflige muitas pessoas independente de idade, pode inclusive acometer crianças: intolerância à lactose.
 
O que é a intolerância à lactose?
Pelo menos 1% da população mundial possui intolerância à lactose. A lactose presente no leite necessita de uma enzima chamada lactase para ser digerida. Esta enzima faz com que a lactose seja quebrada em pequenas moléculas de açúcar para então ser absorvida pelo organismo. Os bebês possuem quantidade ideal dessa enzima, mas ao longo da vida, o sujeito pode vir a apresentar intolerância devido à diminuição da produção de lactase ou em outros casos, pode deixar de produzir completamente esta enzima.
 
Os sintomas mais comuns de intolerância à lactose são: diarréia; distensão abdominal; náuseas; sintomas de má digestão etc. Estes sintomas podem variar de intensidade de acordo com o grau de intolerância do indivíduo.

Qual o tratamento?
A intolerância à lactose não pode ser curada, o que pode ser feito é disciplinar o indivíduo intolerante a consumir produtos alternativos que contenham cálcio mas não tenham lactose, se o grau de intolerância for menor, o indivíduo pode vir a consumir equilibradamente alimentos derivados do leite (queijos e iogurtes) que possuem menos teor de lactose como no leite propriamente dito.
 
O importante nestes casos é que o cálcio que não é consumido por meio do leite seja reposto por meio de outros alimentos como: brócolis; sardinha, cenoura, couve, leite de soja enriquecido cm cálcio, aliás é importante que produtos enriquecidos com cálcio sejam consumidos e em alguns casos pode ser necessário a utilização de suplementos à base de cálcio.

Cuidar da saúde é fundamental, mesmo sem o leite, há possibilidades de conferir cálcio ao organismo e de ter qualidade de vida.


 
Daiana Barasa