Infecções respiratórias constantes podem indicar sistema imunológico fraco


Alguns fatores podem aumentar o risco de infecções respiratórias, saiba como se prevenir!

 
Doenças como faringite, rinite, sinusite, pneumonia e bronquite, podem indicar deficiências no sistema imunológico. Essas doenças geralmente acometem crianças e idosos e ocorre ainda mais no frio, no entanto, quando as incidências ocorrem várias vezes ao ano, é necessário redobrar a atenção.
 
A má alimentação e o estresse são fatores que podem desencadear as doenças. A utilização de medicamentos também pode afetar a imunidade de pessoas saudáveis e prejudicar o equilíbrio imunológico. Especialistas afirmam alto consumo de bebidas alcóolicas, alimentação pobre em vitaminas, nutrientes e estresse prolongado, comprometem o bom funcionamento do sistema imunológico.
 
As infecções virais podem ocorrer de três a quatro vezes ao ano, sem indicar qualquer problema no sistema de defesa do organismo, assim como as infecções bacterianas como, por exemplo, as amigdalites. No entanto, quando as incidências de pneumonia são maiores no paciente, é necessário redobrar a atenção ao sistema imunológico. 
 
Para realizar o diagnóstico de falhas no sistema imune, os pacientes podem realizar exames laboratoriais, clínicos e análises do histórico do paciente. Contudo, para manter o bom funcionamento do sistema imunológico, basta seguir uma rotina saudável, respeitando o mínimo de oito horas de sono por dia, a prática regular de atividades físicas e uma dieta equilibrada. 
 
Substituir alguns alimentos nas refeições também pode fazer toda a diferença. Optar por frutas ricas em vitamina C, como laranja, morango, goji berry, kiwi e alimentos ricos em nutrientes e vitaminas, auxilia no fortalecimento do sistema imunológico.
 
Especialistas recomendam o medicamento Dexametasona em casos de pacientes que sofrem com reações alérgicas de rinite, sinusite ou infecções respiratórias. Com propriedades anti-inflamatórias, Dexametasona auxilia no tratamento eficaz dos eventos alérgicos. 
 
Todavia, antes da utilização de qualquer medicamento é fundamental que o paciente procure um médico, para verificar o que pode ter causado a deficiência no sistema imunológico. A partir da avaliação de sintomas recorrentes ou persistentes de infecções nas vias aéreas, é que o especialista poderá definir um tratamento e qual o melhor medicamento a ser utilizado.