Gestação e o controle da diabetes


Ter um controle glicêmico é fundamental para quem planeja uma gravidez.

Para as mulheres diabéticas, planejar a gestação é fundamental para manter um melhor controle glicêmico e evitar possíveis complicações na gravidez. De acordo com especialistas, quando a mãe é diabética, grandes cargas de glicose são enviadas para o bebê, o que estimula a criança a crescer mais que o normal. 
 
A diabetes é uma doença metabólica, que altera a manutenção da glicose no organismo, caracterizada pela hiperglicemia (altas taxas de açúcar no sangue que podem ser tratadas com o medicamento Victoza). 
 
Existem duas formas para abordar a doença, em caso de gestação: como o caso de mulheres que adquiriam a doença na gravidez, conhecida como diabetes gestacional e no caso daquelas que já eram diabéticas, antes da gravidez. 
 
A gravidez da mulher diabética deve ser planejada, pois ela precisa ter o melhor controle glicêmico possível, para evitar complicações na gestação, que comprometam a formação do bebê. Segundo especialistas, complicações como problemas renais ou oculares, por exemplo, necessitam ser tratados antes da gravidez, para que a mãe e o bebê não sofram com o risco destes problemas se agravarem. 
 
A diabetes gestacional geralmente decorre em mulheres com excesso de peso, que apresentam histórico de diabetes do tipo 2 na família, que são hipertensas ou que em gestações anteriores, deram a luz a bebês com mais de 4kg.
 
Nesse contexto, devido as grandes cargas de glicose enviadas a criança, ela tende a crescer mais que o normal, podendo resultar em um parto prematuro. Sem contar que os riscos do bebê ser diabético ou obeso na vida adulta, são maiores. 
 
Para realizar o diagnóstico, as pacientes são submetidas a realizar exames de sobrecarga de glicose via oral, para avaliar o nível de glicemia no organismo após a ingestão. 
 
Os tratamentos na primeira fase da doença são baseados no controle glicêmico, por meio de uma dieta balanceada e a prática regular de exercícios físicos. No entanto, quando este tipo de prevenção não apresenta resultados, os pacientes são submetidos ao uso da insulina. 
 
Especialistas recomendam que manter um peso adequado antes da gestação, é essencial. Assim como, conservar hábitos saudáveis como a prática regular de exercícios físicos e uma dieta equilibrada, garante a prevenção de diabetes durante a gravidez e evitam complicações que possam afetar o bebê.