Gases: um dos sintomas da gravidez mais embaraçosos!


A gravidez muda a sua vida - e seu corpo. Veja o problema dos gases!

 
 
A gravidez muda a sua vida - e seu corpo. Você sabia que sua barriga se expande e você se sente mais cansada do que o habitual, e que você pode vomitar algumas vezes, conforme sua gravidez progride? A obstetra Michele M. Hakakha, diz: "Muitas coisas acontecem com o corpo de uma mulher quando ela fica grávida, e algumas são chocantes: o crescimento do cabelo em sua barriga, arrotos e constipação, o aumento da secreção vaginal, e as hemorroidas, para citar algumas. Estas não são coisas que uma mulher geralmente fala. Portanto, não é de admirar que haja um pouco de vergonha". Apesar do constrangimento é importante não ser tímida: Seu obstetra precisa saber o que está acontecendo com você para ter certeza de que a sua gravidez está no caminho certo. Vamos falar especificamente do excesso de gases.
 
 
Praticamente toda mulher grávida fica gasosa. Isso porque a gravidez traz um aumento hormonal que pode abrandar o seu trato gastrointestinal. Você pode não ser capaz de mantê-lo para si mesmo, porque você não tem o mesmo controle sobre os músculos durante a gravidez. Quando você não está grávida, diz Michelle Smith, "na maioria das vezes você sabe que está chegando um gás e pode mantê-lo”. Embora você não possa apagar o problema, você pode reduzir a sua tendência com exercício e alterações em sua dieta.
 
 
"O exercício ajuda a aumentar a motilidade do trato gastrointestinal, permitindo que o alimento percorra mais rápido", diz Hakakha. "Quanto menos tempo ele tem para fermentar, menos gás é produzido. Alguns alimentos são mais propensos a produzir gás, por isso o melhor a fazer é evitá-los completamente: refrigerantes, feijão, brócolis, couve-flor e frutas secas".
 
 
Os produtos lácteos também podem causar desconforto gastrointestinal durante a gravidez, levando a flatulência. "Muitas mulheres começam a beber leite todos os dias durante a gravidez e acham que isso é bom para elas", Sonja Kinney, professor associado do departamento de obstetrícia e ginecologia na Universidade de Nebraska Medical Center College of Medicine, diz. "Mas elas não podem tolerar o leite como um adulto normal". Tente leite sem lactose ou outros alimentos ricos em cálcio, se você é intolerante à lactose.
 
Henrique Torres