Fibromialgia e exercícios: como conciliar?


Os portadores dessa síndrome se cansam com mais facilidade e são mais sensíveis à dor pós-exercícios. Porém, os exercícios são importantes para a melhora geral controle dos sintomas. Como fazer?

Quem tem fibromialgia sabe: a energia que se tem antes e depois de se desenvolver a síndrome não é a mesma. O cansaço no final dia é mais acentuado, e se já é um desafio lidar com as dores pelo corpo sem praticar exercícios, imagine praticando? Os músculos ficam enrijecidos e as articulações doem mais do que o normal. Porém, o fibromiálgico não está fadado a sentir dor e cansaço para o resto da vida. A chave é o controle dos sintomas, para que eles fiquem num nível mais baixo possível, de forma que o portador, na maioria dos dias, nem se lembre de que tem a doença. 
 
Começar a se exercitar pode ser um desafio, porque após os primeiros dias de treinamento, as dores e o cansaço se acentuam. Como conciliar, então, a prática de exercícios e a fibromialgia?
 
É simples. De acordo com vários portadores do problema que conseguem realizar a façanha,  o segredo é se exercitar apenas meia hora por dia, de duas a quatro vezes na semana ( sim, existem fibromiálgicos que se exercitam quatro vezes na semana, e  mantém o controle dos sintomas!).  A cada dia, meia hora de um exercício diferente: caminhada, musculação bem leve, pilates, hidroginástica ou natação. Tudo isso num ritmo diferenciado, mais tranquilo do que um praticante de atividade física que corre na esteira, nada com toda a força, ou faz musculação pra valer. Ou seja, são atividades que trazem prazer e que ao mesmo tempo ajudam na manutenção da forma física. O fibromiálgico que segue esse programa, se não fica super sarado, fica em forma, magro e mais feliz e saudável.
 
Vale a pena tentar! Por isso, você que foi diagnosticado ou diagnosticada com fibromialgia, não desista! Fale primeiro com seu reumatologista (existem vários que tratam o problema com alguns medicamentos). Liberado para se exercitar, não saia correndo por uma hora na esteira para depois ficar triste, achando que não pode porque fica exausto. Pode, sim. No seu ritmo, variando as atividades, e só meia hora por dia. Com o tempo, será até possível aumentar o tempo diário, ou não. Encontre o seu equilíbrio ideal entre trabalho, vida em família e social , descanso e um programa de exercícios na medida para você. Jamais se compare com outras pessoas: você é uma pessoa única e pode ser feliz.
 
Por: AgComunicado