Fibras alimentares de algas ajudam a perder peso!


As fibras alimentares de algas castanhas aumentam a sensação de saciedade do corpo, de modo que as pessoas comem menos e perdem mais peso.

 
Pesquisadores da Faculdade de Ciências da Vida (Life) da Universidade de Copenhagen estabeleceram que as fibras alimentares de algas castanhas aumentam a sensação de saciedade do corpo, de modo que as pessoas comem menos e perdem mais peso. Estudos anteriores demonstraram que uma dieta rica em fibras é mais fácil para a manutenção do peso. Pesquisadores da Universidade de Copenhague descobriram agora em um novo projeto de doutorado que alginatos (fibras alimentares) de algas marrons, são excelentes para criar um "sentimento de plenitude artificial" no estômago.
 
 
Os cientistas classificaram os inúmeros tipos diferentes de algas em três grupos principais, tais como algas marrons (Phaephycecae), algas vermelhas (Rhodophyta) e algas verdes (Chlorophyta). Os pesquisadores deste estudo basearam seu estudo principalmente em fibras de algas obtidas a partir da alga marrom. O doutorando Morten Georg Jensen diz: "Ao longo de um período de três anos, temos estudado o efeito de tomar doses diferentes de alginato. Somos capazes de demonstrar que os indivíduos saudáveis que tomaram alginatos e foram autorizados a comer o quanto quisessem sentiam menos fome e comeram menos".
 
 
Jensen e sua equipe conduziram um estudo de 12 semanas envolvendo 96 homens e mulheres com sobrepeso. Eles atribuíram 48 participantes a consumir uma bebida especialmente concebida contendo alginatos três vezes ao dia, antes de cada prato principal, enquanto os outros 48 receberam bebidas contendo placebo, sem alginatos. As bebidas foram administradas como um suplemento de uma dieta de baixo valor energético. Eles descobriram que dos 80 participantes que completaram o estudo, os do grupo de alginato obtiveram uma perda significativamente maior de p de peso, em média, ou seja, 1,7 kg, em comparação com os participantes no grupo de placebo. Esta perda de peso foi conseguida principalmente por causa de uma redução no percentual de gordura corporal.
 
 
Jensen explicou: "Uma explicação provável da perda de peso é que os alginatos formam um gel no estômago, o que reforça os sinais de saciedade gastrointestinais ao cérebro porque o gel ocupa espaço no estômago. Os indivíduos com excesso de peso, assim, comeram menos do que o habitual". Os pesquisadores preveem que suas descobertas podem abrir as portas para novas opções de tratamento para aqueles que estão com sobrepeso.
 
 
Pesquisadores desenvolveram a bebida especial de fibra contendo alginatos, em colaboração com a empresa de biotecnologia S-BioTek, mas até agora essas bebidas de fibra ainda não estão disponíveis no mercado. Morten Georg Jensen apresentou a sua tese de doutorado, “Efeito da suplementação de fibra de alginato na regulação do apetite, peso corporal e fatores de risco metabólicos”, em 2011 na Faculdade de Ciências da Vida. Existem várias maneiras alternativas, como a exposta neste estudo, para uma pessoa emagrecer. Uma delas é por consumir Garcinia cambogia, uma pequena fruta que se assemelha a uma abóbora em miniatura, o extrato do fruto de casca é popular entre produtos naturais para a perda de peso. 
Henrique Torres