Fadiga de Alarme Causada Pelo Bipe dos Dispositivos Médicos


Os trabalhadores do hospital tornaram-se insensíveis ao ruído, o que às vezes faz com que eles ignorem os alarmes.

O bipe constante de dispositivos médicos em hospitais está causando "fadiga de alarme" e colocando a vida dos pacientes em risco. Os trabalhadores do hospital tornaram-se insensíveis ao ruído, o que às vezes faz com que eles ignorem os alarmes, e isso resulta em pelo menos duas dezenas de mortes a cada ano, de acordo com um novo relatório da Comissão Mista, a organização nacional que credencia hospitais.
 
 
Os peritos disseram: "O número de sinais de alarme por paciente por dia pode chega a várias centenas, dependendo da unidade dentro do hospital, traduzindo a milhares de sinais de alarme em cada unidade e dezenas de milhares de sinais de alarme em todo o hospital todos os dias".
 
 
Alguns exemplos de dispositivos de bipes incluem: Monitores de pressão arterial; Ventiladores e ECG (eletrocardiograma) máquinas.
 
 
Os alarmes soam por várias razões - alguns sinais sonoros se ativam quando o dispositivo não está a funcionar, e alguns sinais sonoros ativam quando há uma emergência. De acordo com a Comissão Mista, isso pode causar fadiga de alarme e colocar os pacientes em risco, porque eles não estão sendo tratados imediatamente após o alarme. A Dra. Ana McKee, vice-presidente executiva e diretora médica da Comissão, explicou que a profusão de tecnologia não está ajudando a situação, sem nenhuma padronização para que os alarmes estejam indicando.
 
 
A Comissão salientou que a sua estimativa de mortes potenciais associadas com dispositivos é significativamente menor do que os relatórios encontrados em dados do “Food and Drug Administration” dos EUA (FDA).
 
Henrique Torres