Excessiva Carga de Trabalho Entre Médicos Compromete a Segurança do Paciente


5% dos médicos acreditam que a carga de trabalho pode ter causado a morte de um paciente por ano

Excessiva Carga de Trabalho Entre Médicos Compromete a Segurança do Paciente
 
 
 
Quase metade dos médicos nos Estados Unidos consideram excessivas as cargas de trabalho, o que prejudica a segurança de seus pacientes e causa um número significativo de erros médicos. A constatação vem de uma pesquisa realizada por um grupo de pesquisadores da Universidade de Johns Hopkins, e seus resultados foram publicados pela revista de medicina interna JAMA. 
 
 
O Dr. Henry J. Michtalik e sua equipe entrevistaram um total de 506 médicos hospitalares usando um popular site de rede médico para avaliar o impacto global que a carga de trabalho pesada tem sobre a segurança do paciente e as medidas de qualidade do atendimento. A média de idade dos médicos era de 38 anos e eles ganhavam uma média de US $180.000 por ano.
 
 
Os resultados foram um pouco chocantes, pois eles revelaram as muitas consequências de dar muito trabalho aos médicos. De acordo com os resultados da pesquisa, 40% dos médicos acreditam que o número de pacientes que os visitam durante o período de um mês muitas vezes ultrapassa os níveis seguros. 36% destes médicos relataram uma frequência de muitas consultas de mais de uma vez por semana. 
 
 
Há um problema crescente dos médicos terem que assumir mais pacientes, especialmente pelas recentes reformas de saúde que deram cobertura de seguro médico para outros 30 milhões de americanos. Além disso, 5% dos médicos relataram que a pesada carga de trabalho pode ter causado a morte de pelo menos um paciente por ano. Todos os anos cerca de 98.000 pessoas morrem no hospital devido a erros médicos que podem ser prevenidos.
 
Henrique Torres