Estudo Mostra os Riscos dos Motoristas Obesos


Veja como a obesidade pode interferir os motoristas

Estudo Mostra os Riscos dos Motoristas Obesos
 
 
Um novo estudo dos Estados Unidos descobriu que motoristas obesos são muito mais propensos a morrer em acidentes de carro do que motoristas de peso normal. Não há diferenças significativas entre os tipos de veículo, a colisão ou a utilização de cintos de segurança no maior risco de morte entre os motoristas obesos. Um resultado interessante foi que motoristas masculinos baixo peso (IMC abaixo de 18,5) também eram mais propensos a morrer em um acidente de carro do que suas contrapartes de peso normal.
 
 
Na tentativa de explicar estes resultados, os pesquisadores notaram que outros estudos encontraram que a parte inferior do corpo dos motoristas mais pesados viajava para frente em um acidente antes que o cinto de segurança envolvesse a pelve, enquanto a parte superior do corpo era retida. Isto ocorre porque o motorista obeso tem mais gordura abdominal ou preenchimento, o que aumenta o tempo que leva para o cinto apertar no impacto.
 
 
No entanto, os autores instam os fabricantes a reconsiderar a maneira que desenham os carros para levar em conta os motoristas obesos: "A capacidade dos veículos de passageiros para proteger os ocupantes com sobrepeso ou obesos pode ter implicações de saúde cada vez mais importantes dadas a contínua epidemia da obesidade nos EUA", escreve os autores da pesquisa.
 
 
"Pode ser o caso que os veículos são projetados para proteger os ocupantes de peso normal, mas são deficientes em proteger os ocupantes com sobrepeso ou obesidade", observam. A obesidade é um problema que pode levar a outros, como a diabetes, que é controlada por medicamentos como o Victoza.
 
 
 
Henrique Torres