Estudo Mostra a Possibilidade de Tratar Doenças Respiratórias com Fungos


Centenas de minúsculas partículas fúngicas encontradas nos pulmões de pacientes com asma podem conter novas pistas para o tratamento da doença respiratória.

 Estudo Mostra a Possibilidade de Tratar Doenças Respiratórias com Fungos

 

 

Hugo van Woerden da Universidade de Cardiff e do Instituto de Atenção Básica e Saúde Pública realizou uma pesquisa que aponta que pessoas com asma têm uma mistura diferente de fungos em seus pulmões comparados as pessoas saudáveis, que não têm asma.

 

Ele e seus colegas sugerem que as centenas de minúsculas partículas fúngicas encontradas nos pulmões de pacientes com asma podem conter novas pistas para o tratamento da doença respiratória. Para seu estudo, eles examinaram o muco ou expectoração de pessoas com e sem asma, extraídas da mesma comunidade. Eles encontraram um total de cento e trinta e seis espécies diferentes de fungos em ambos os grupos, com noventa mais comuns em pessoas com asma e quarenta e seis mais comuns em pessoas saudáveis sem asma.

 

 

"De particular interesse foi a presença da Malassezia pachydermatis, que é conhecida por estar associada a dermatite atópica", observa a equipe. O principal valor do estudo é que ele estabelece que os pulmões são a casa dos fungos, e que as pessoas com asma podem ter uma mistura especial de colônias fungosas, que poderia abrir um novo campo de pesquisa, reunindo técnicas moleculares para identificação de fungos e o desenvolvimento de tratamentos, diz van Woerden.

 

 

Hoje os medicamentos aerolin e o symbicort são os remédios mais prescrevidos para os Brasileiros no tratamento da asma. Estes remédios devem ser adotados de acordo com as direções do doutor. Emnovembro de 2012, outro grupo de pesquisadores na Escócia informou que a secagem roupa dentro de casa pode representar riscos para a saúde para pessoas propensas a asma, pois a maior umidade incentiva bolores e ácaros.

Henrique Torres