O que você precisa saber sobre esteatose hepática


Que problema de saúde é esse e o que fazer para evitá-lo?

Quando se fala de saúde não se brinca e por mais que se repita essa recomendação hora ou outra, muitas pessoas só levam essa recomendação a sério quando surge o diagnóstico de algum problema de saúde. 

Conhecer alguns problemas de saúde pode ajudar na conversa com o médico  caso surja algum sintoma e um problema que muitas pessoas desconhece é: a esteatose hepática.

Esse problema de saúde é resultado do acúmulo de gordura nas células que compõem o fígado. Essa doença acomete principalmente pessoas com sobrepeso e obesidade, indivíduos com colesterol alto e triglicérides em taxas elevadas. O preocupante é que esse problema costuma ser assintomático, ou seja, dificilmente a pessoa descobre imediatamente que tem a doença. 

Nos EUA esse é um problema muito comum entre as pessoas, aproximadamente 20% da população é diagnosticada com esteatose hepática e aproximadamente 40% das pessoas com idade a partir de 50 anos apresentam esse problema.

Segundo estudos científicos recentes, mulheres que têm diabetes e idade superior a 50 anos de idade têm mais chance de desenvolver a doença.  Mas vale lembrar que quando o problema é diagnosticado logo no início, as chances de reversão do quadro são grandes.

Mas quando a pessoa desconhece o problema, esse mal pode evoluir e se agravar devido a algum quadro inflamatório, ao longo dos anos, esses acúmulo de gorduras no fígado pode desencadear em cirrose que também pode evoluir para câncer no fígado.

Como esse mal está intimamente ligado ao sobrepeso, uma vida sedentária e alimentação desequilibrada costumam ser apontados como os maiores agravantes nesse caso. Por isso é tão importante repensar os hábitos alimentares e praticar atividades físicas moderadas pelo menos três vezes por semana.

Abusar do consumo de gorduras, açúcares, sal (sódio), entre outros é um dos fatores mais prejudiciais que geram sobrepeso e podem causar a doença. Por isso, vale investir no consumo de alimentos saudáveis como frutas, verduras e legumes, vale consumir grãos integrais, alimentos ricos em fibras, entre outros.

O álcool é um dos agentes mais prejudiciais à saúde do fígado, por isso, evitar a ingestão de bebidas alcoólicas é fundamental. Em contrapartida, abuse da ingestão de água, pelo menos 4 litros ao dia. 

Como a esteatose hepática é um problema que na maioria dos casos costuma ser silencioso, é fundamental realizar exames de rotina, só assim é possível descobrir a existência desse mal e iniciar prontamente o tratamento.

A prevenção deste mal está ligado à mudança de hábitos cotidianos, só assim é possível ganhar em qualidade de vida e em saúde.

Se você está acima do peso e leva uma vida sedentária, mude algumas ações cotidianas agora mesmo. Cuide do fígado, esse é o maior órgão do corpo humano e é responsável por importantes funções no organismo.

 

Daiana Barasa