Especialistas tentam banir alimentos não saudáveis de hospitais para combater a obesidade!


A fim de combater a obesidade, os especialistas estão trabalhando para banir os alimentos e as bebidas não saudáveis, como batatas fritas, chocolates e refrigerantes, nos hospitais!

 
Os especialistas estão trabalhando para banir os alimentos e as bebidas não saudáveis, como batatas fritas, chocolates e refrigerantes, nos hospitais, como um esforço para combater a obesidade, segundo um novo relatório. A moção foi apresentada na Conferência British Medical Association e será posta em prática, se ela ganhar o apoio de profissionais de saúde.
 
 
A moção foi apresentada por um cardiologista chamado Dr. Aseem Malhotra na Conferência BMA em uma tentativa de impedir que sejam oferecidas comidas e alimentos ‘junk foods’ aos pacientes. O cardiologista acredita que fazer isso é uma maneira de começar a colocar a própria "casa em ordem", na tentativa de conter o crescente problema da obesidade entre a população do Reino Unido.
 
 
O Dr. Malhotra escreveu no British Medical Journal: "Um excesso de alimentos nutricionalmente pobres e carregados de gorduras e açúcar, sal e gorduras trans, supostamente dá um exemplo positivo e promove o seu consumo em nossos hospitais". A fim de combater a obesidade, "devemos começar em nosso próprio quintal", explicou o autor. "É tempo para a Associação Médica Britânica se juntar com a Academy of Medical Royal Colleges para a proibição de ‘junk foods’ e bebidas serem vendidos em todos os hospitais". O movimento afirma: "Que esta reunião garanta que todas as instalações hospitalares proibiam a venda de ‘junk food’ e bebidas lixo".
 
 
No início deste ano uma campanha foi lançada pela Academy of Medical Royal Colleges (AoMRC) destinada a tornar as normas nutricionais obrigatórias nos hospitais, comparáveis às escolas, bem como nas prisões. Fazendo o movimento, o professor Terence Stephenson, presidente da AoMRC, disse:  "Em muitas recepções dos hospitais os pacientes passam por lojas de ‘fast foods’ ou máquinas de venda automática de confeitaria, bebidas açucaradas e batatas fritas. É preciso que a crise de obesidade seja levada a sério, não podemos recriar o mesmo ambiente insalubre dentro de hospitais, como existe na rua. Temos que ter certeza de que aos pacientes e funcionários também sejam oferecidas opções de refeições saudáveis e nutritivas”.
 
 
Pesquisas recentes sobre a obesidade tem demonstrado que houve um aumento de quatro vezes no número de crianças e adolescentes internadas em hospitais para doenças relacionadas à obesidade nos últimos 10 anos. A obesidade pode levar a doenças como diabetes (que pode ser tratado com o medicamento Victoza). Cerca de 26% dos adultos no Reino Unido são considerados obesos. Na Europa, o Reino Unido tem a maior taxa de obesidade, com 33% de crianças com sobrepeso ou obesas na idade de 9 anos.
 
Henrique Torres