Esclerose Lateral Amiotrófica Pode ser Prevenida pela Ingestão de Vegetais e Frutas


Veja como prevenir esta doença que ataca as células nervosas!

Esclerose Lateral Amiotrófica (ALS) pode ser prevenida pela ingestão de vegetais e frutas coloridas 
 
 
Comer alimentos coloridos e brilhantes, especialmente aqueles que são das tonalidades amarelada, laranjada e avermelhada, pode prevenir ou retardar o aparecimento da doença da esclerose lateral amiotrófica (ALS).  A esclerose lateral amiotrófica (ALS) é uma doença progressiva que ataca as células nervosas (neurônios) na medula espinhal e no cérebro, que ditam as ações dos músculos voluntários.
 
 
O estudo, publicado na revista Anais de Neurologia, confirmou que carotenóides coloridos impediram ou retardaram o aparecimento de esclerose lateral amiotrófica (ALS), enquanto dietas altas em vitamina C, licopeno e beta-criptoxantina não diminuíram o risco de contrair a esclerose lateral amiotrófica (ALS). Os pesquisadores analisaram mais de um milhão de participantes.
 
 
Carotenóides são o que faz as frutas e os legumes ter uma cor brilhante entre as cores vermelha, laranja e amarela e os carotenóides são uma fonte dietética de vitamina a. As pesquisas anteriores relataram que o estresse oxidativo contribui para o desenvolvimento da esclerose lateral amiotrófica (ALS). Outra pesquisa mostrou que as pessoas com a ingestão elevada de antioxidantes, tais como vitamina E, têm um risco diminuído de esclerose lateral amiotrófica (ALS). Carotenóides e vitamina C são antioxidantes, portanto os pesquisadores decidiram analisar a sua ligação ao risco de esclerose lateral amiotrófica (ALS).
 
 
Os pesquisadores encontraram também que os participantes com dietas ricas em caroteno e luteína - comumente presentes em vegetais verde-escuros - tinham um risco diminuído de esclerose lateral amiotrófica (ALS). Os investigadores não encontraram, no entanto, que o licopeno, a vitamina C e beta-criptoxantina reduziram o risco de esclerose lateral amiotrófica (ALS).
 
 
Henrique Torres