É possível se exercitar durante a gravidez?


Confira algumas dicas e cuidados

Certamente que a prática de exercícios físicos é importante em todas as fases da vida.  Durante a gestação, eles também são recomendados, salvo quando o médico os desaconselha expressamente por conta de condições de saúde específicas da gestante. Ou seja, se você está grávida ou tentando engravidar, saiba que é possível se exercitar, contanto que você tome certos cuidados. O ideal para a mulher que pretende engravidar é seguir alguma atividade física aeróbica, para melhorar o condicionamento.

Para começar, você precisa falar com seu médico ginecologista e discutir com ele suas opções. Ele poderá alertá-la quanto a alguns cuidados. Caso esteja liberada para se exercitar, busque uma atividade que não ofereça riscos de quedas ou contatos físicos que possam colocar o bebê em perigo. Por exemplo, jogar basquete, futebol ou pedalar oferecem certos riscos. O melhor é optar por natação, caminhada, hidroginástica ou até yoga e pilates, sempre sob supervisão de um profissional especializado.

As mulheres que esperam um filho e têm uma atividade física regular reduzem o risco de o bebê nascer com excesso de peso. Além disso, os exercícios regulares previnem o diabetes gestacional, ajudam no controle do peso da gestante e do bebê e trazem alívio para a ansiedade, entre outros benefícios. Mas os estudos mostram que uma parcela pequena das gestantes de fato se exercita. Isso pode ocorrer porque no início da gravidez, o enjoo e o sono trazem indisposição. Já no final, tudo fica mais difícil por causa do barrigão. Em geral, as mulheres que se esforçam por manter uma atividade física regular na gravidez costumam fazê-la com mais regularidade nos meses intermediários, ou no segundo trimestre da gestação.

Se você não fazia nenhuma atividade física antes de engravidar, agora não é o melhor momento para virar atleta. Se era sedentária, opte por exercícios leves, como caminhadas diárias ou hidroginástica. A atitude de se exercitar moderadamente na gravidez aumenta a probabilidade de continuar com a prática depois que o bebê nascer. Ao se tornar mãe, a mulher costuma repensar seu estilo de vida.

Por: AgComunicado