Doenças sexualmente transmissíveis causam infertilidade


Infecções causadas por DSTs podem ser responsáveis pela infertilidade feminina.

O órgão sexual feminino tem uma grande propensão a sofrer infecções devido a sua anatomia.  Infecções causadas por doenças sexualmente transmissíveis ( DSTs), podem comprometer a fertilidade da mulher de um modo que não haja possibilidade de reversão.
 
Dependendo da gravidade da infecção pode haver um bloqueio nas trompas e elas simplesmente pararem de exercer sua função. O grande problema das infecções causadas por DSTs é que muitas vezes seus sintomas não são visíveis. Devido a isso muitos médicos, assim que recebem uma paciente com problemas de infertilidade , verificam logo como estão as trompas.
 
As doenças sexualmente transmissíveis podem também provocar aborto, causar o nascimento de crianças com problemas na formação,  no parto a doença pode atingir  bebê e ainda atingir o feto enquanto ele estiver se desenvolvendo.
 
De acordo com a Organização Mundial da Saúde, todo ano aparecem 92 milhões de casos de clamídia no mundo. Clamídia é a doença sexualmente transmissível, causada por bactéria, de maior predomínio no mundo. Tal doença afeta homens e mulheres. Nelas a doença pode afetar o órgão reprodutor feminino de tal maneira que acarrete em infertilidade. É importante informar que em 80% desses casos, a mulher não teve sintoma algum.
 
Além disso, outro  alerta para a importância de fazer exames regularmente e se proteger durante a relação sexual é o caso da Gonorréia – outra doença que dificilmente gera sintomas visíveis – que se não for tratada poder
acarretar na infertilidade crônica.  
 
A infertilidade, se não for causada por DST, pode ser tratada através de diversos tipos de terapias como o uso do medicamento Gonal. É importante visitar um médico periodicamente.
 
Carina Xavier