Dicas para mães - e pais - de primeira viagem


Há mulheres que não aceitam sequer a ajuda do marido para trocar a fralda do bebê. Resultado: ficam exaustas e estressadas

Excesso de zelo, dúvidas e inseguranças marcam o primeiro ano de muitos pais junto ao filho recém-nascido. De todas os tarefas que precisam ser adotadas para o bem estar do bebê, há apenas uma que corresponde única e exclusivamente à mãe: amamentar. Quanto às demais, todos podem ajudar. Confira algumas sugestões para esta primeira fase em que pais e filho(s) estão se conhecendo e aprendendo a conviver:

- Aceite a colaboração dos demais integrantes da família para dar conta do bebê e da casa. A participação do pai é indispensável, e caberá à mãe envolvê-lo nesta nova relação. Além disso, é fundamental para a mulher contar com o apoio psicológico e emocional do companheiro.

- Siga o bom senso. Trocar ideias e experiências com amigas, pediatra e a própria mãe é importante. Porém, não significa que tenha que agir exatamente como elas. Cada mãe é uma, cada filho é único. Aprenda a seguir o seu próprio instinto.

- Amamentar é essencial, para a mãe e para o bebê. É um aprendizado para ambos, e leva alguns dias para se adaptarem. Os benefícios do aleitamento materno são incontáveis para o bebê, porém, se não puder amamentar, não se torture por isso. Seu bebê crescerá saudável da mesma forma, e feliz.

- Os quilos ganhos durante a gravidez desaparecerão com o tempo. Há mulheres que voltam a antiga forma mais rapidamente que outras. Mulheres que estiverem amamentando não podem, em hipótese alguma, tomar medicamentos para perder peso. Atividades físicas junto a uma dieta equilibrada e nutritiva ajudam. Além disso, o ato de amamentar colabora na redução do peso, e auxilia o útero a voltar ao seu tamanho normal.

- Dormir é essencial! Aproveite as horas em que o bebê estiver dormindo também, entre uma mamada e outra. Nos primeiros meses, se não se cuidar, o cansaço toma conta, pois a jornada é longa. Mãe descansada e bem disposta: bebê saudável e bem cuidado.

- Passeios ao ar livre. Assim que o pediatra e o obstetra permitirem, saia de casa para passear com o bebê ao ar livre, em parques e praças. Evite locais fechados e aglomerados de pessoas como shoppings. Ao completar um mês, o bebê deve tomar sol de manhã, pois os raios solares ajudam na fixação da vitamina D, responsável pela absorção de cálcio no organismo, fundamental para a formação dos ossos da criança.  

Lembre-se de ter em casa itens indispensáveis para cuidar bem do bebê, como fraldas, pomada para assaduras, termômetro, medicamentos de uso pediátrico contra gripes e resfriados.  

E não se esqueça: não existem supermães, nem super pais. Errar faz parte da vida de pais e filhos. Estar atenta às mudanças de choro (sim, existem diversos tipos!), observar a criança e manter a calma, sempre, independente da situação, são atitudes simples que ajudam o bebê a desenvolver-se com saúde.  

Por: AgComunicado