Dicas para lidar com a Acne


O tratamento para a acne pode ser variado, e geralmente os dermatologistas adotam vários tipos de abordagens.


A acne, mais conhecida como cravos e espinhas, é uma doença inflamatória, de predisposição genética. As lesões geralmente começam a surgir na puberdade, quando os hormônios sexuais começam a ser produzidos pelo organismo. A doença não atinge apenas os adolescentes, podendo surgir na fase adulta, o que ocorre mais em mulheres. Ela é causada por uma inflamação dos folículos sebáceos, e a intensidade pode variar de I à IV. Os cravos e espinhas ocorrem devido ao aumento da secreção sebácea e obstrução dos folículos. Essa condição permite a proliferação de microorganismos como o Propionibacterium acnes, que provoca a inflamação. 
 
As causas da acne podem variar entre fatores hormonais, genéticos, ambientais ou emocionais. A doença se manifesta geralmente no tronco e na face, locais onde existem mais glândulas sebáceas. A doença é dividida em quatro estágios: 
 
Grau I: Apenas cravos, sem lesões inflamatórias (espinhas).
 
Grau II: cravos e espinhas pequenas com lesões inflamadas e pontos de pus. 
 
Grau III: cravos, espinhas pequenas, lesões maiores, doloridas, avermelhadas e muito inflamadas. 
 
Grau IV: cravos, espinhas pequenas e grandes lesões císticas que se comunicam sobre a pele, com muita inflamação causando aspecto desfigurado. 
 
Como a acne é uma doença de duração prolongada, o tratamento deve ser feito desde o começo para evitar sequelas, desde cicatrizes na pele, até problemas emocionais causados pela alteração na autoestima dos jovens que sofrem com a doença. 
 
O tratamento para a acne pode ser variado, e geralmente os dermatologistas adotam vários tipos de abordagens. A pele deve estar sempre higienizada para evitar a oleosidade e a obstrução dos folículos. Existem diversos produtos como gel, esfoliante e adstringente que amenizam os cravos e espinhas. Produtos como o Acnase Gel e Acnase Creme reduzem a oleosidade da pele e mostram uma melhora significante na redução de cravos e espinhas.
 
É importante salientar que é necessário procurar um dermatologista para avaliar qual o tratamento mais adequado.