Diagnóstico e Prevenção do Câncer de Mama


Saiba como acontece o diagnóstico e a prevanção do câncer de mama.

Diagnóstico do câncer de mama

 

A maioria dos tipos de câncer de mama é fácil de diagnosticar por análise microscópica da biópsia. No entanto, existem tipos mais raros de câncer de mama que exigem exames de laboratório especializados. Enquanto técnicas de seleção são úteis para determinar a possibilidade de câncer, um teste adicional é necessário para confirmar se um nódulo detectado na triagem é câncer, em oposição a uma alternativa benigna, como um cisto simples. Muitas vezes os resultados de exame não invasivo, mamografia e testes adicionais que são executadas em circunstâncias especiais, como o ultrassom ou a imagem latente são suficientes para justificar a biópsia excisional como o método definitivo de diagnóstico e curativo. Mamografia e exame clínico de mama, também usados para a seleção, podem indicar uma probabilidade aproximada que um nódulo é câncer e pode também detectar algumas outras lesões. Outras opções para biópsia incluem biopsias, onde uma seção do nódulo da mama é removida, e uma biópsia excisional, onde o caroço inteiro é removido.

 

 Prevenção do câncer de mama

 

A World Cancer Research Fund indicou que mulheres podem reduzir seu risco de câncer de mama, beber menos álcool, manter um peso saudável, ser fisicamente ativa e amamentar seus filhos. Essas modificações podem impedir que 38% dos cânceres de mama nos Estados Unidos, 42% no Reino Unido, 28% no Brasil e 20% na China se desenvolvam. Os benefícios com exercícios moderados, como caminhada são vistos em todas as idades, incluindo mulheres pós-menopáusicas. O Câncer de mama por vezes pode ser tratado com medicamentos como o Letrozol.

 

Mastectomia bilateral profilática pode ser considerada em pessoas com mutações BRCA1 e BRCA2. Alguns cancerígenos são conhecidos por aproveitar as deficiências nos processos que dependem da função normal de BRCA1 e BRCA2.

Henrique Torres