Diabéticos – adoçantes podem ajudar?


A American Diabetes Association afirmou que para pacientes com diabetes, o uso de adoçantes artificiais por conta própria ou em alimentos e bebidas pode ajudar a controlar a glicose!

 
A American Diabetes Association afirmou que para pacientes com diabetes, o uso de adoçantes artificiais por conta própria ou em alimentos e bebidas pode ajudar a controlar a glicose, porém a ajuda se dá somente se ele for usado de forma adequada. Para as pessoas com diabetes, os refrigerantes com adoçantes artificiais não elevam os níveis de glicose no sangue, e podem, portanto, oferecer aos pacientes uma "opção de doce", diz a Associação Americana de Diabetes. No entanto, as pessoas precisam escolher com cuidado, só porque algo diz que tem adoçantes artificiais em vez de açúcar não significa necessariamente que ele é um alimento "livre" ou saudável.
 
 
A Dra. Diane Reader, médica e gerente de formação profissional no International Diabetes Center em Minneapolis, Minnesota, disse: "A utilização de adoçantes não nutritivos pode ser utilizado em um plano alimentar de carboidratos controlado, para reduzir potencialmente a ingestão de hidratos de carbono, que pode auxiliar no controle do peso e o controlo da diabetes."
 
 
Tanto a American Heart Association como a American Diabetes Association destacaram que a sua nova declaração sobre os adoçantes artificiais não avalia a segurança de tais ingredientes, o que é feito pelo FDA (Food and Drug Administration). A Dra. Garner disse: "Para quem quer controlar ou reduzir a sua ingestão de calorias ou açúcares adicionados, o impacto potencial de escolher produtos diet com adoçantes não nutritivos deve ser considerado no contexto da dieta total. Algumas estratégias para a redução de calorias e açúcares adicionados também envolve a escolha de alimentos que não têm adição de açúcar ou adoçantes não nutritivos - como legumes, frutas, grãos integrais ricos em fibras e laticínios sem ou com pouca gordura".
 
 
A maioria dos estudos sobre os adoçantes artificiais são inconclusivos. Por isso, os autores acreditam que estudos bem concebidos em humanos que abordem as práticas e as questões de saúde pública específicas relacionadas com os adoçantes artificiais são necessários. Além de consumir menos açúcar, uma pessoa pode emagrecer por consumir Garcinia cambogia, uma pequena fruta que se assemelha a uma abóbora em miniatura, o extrato do fruto de casca é popular entre produtos naturais para a perda de peso. 
 
 
Henrique Torres