Diabetes, uma Doença Metabólica


Entenda quais as origens e como funciona a Diabetes, uma verdadeira epidemia.

Diabetes mellitus, ou simplesmente diabetes, é um grupo de doenças metabólicas em que uma pessoa tem açúcar elevado no sangue, ou porque o organismo não produz insulina suficiente, ou porque as células não respondem à insulina que é produzida. Esta alta de açúcar no sangue produz os sintomas clássicos de poliúria (micção freqüente), polidipsia (sede aumentada) e polifagia (aumento da fome). A Diabetes pode ser amenizada por vários tipos de medicamentos, entre eles, o Victoza.


Existem três tipos principais de diabetes mellitus (DM). O tipo 1 de diabetes mellitus resulta da incapacidade do organismo de produzir insulina e, atualmente, exige que a pessoa passe a  injetar insulina ou usar uma bomba de insulina. Esta forma foi anteriormente referida como "insulino-dependente diabetes mellitus" (IDDM) ou "diabetes juvenil". O tipo 2 de diabetes resulta de resistência à insulina, uma condição na qual as células não conseguem utilizar a insulina de forma adequada, às vezes combinada com uma deficiência absoluta de insulina. Esta forma foi anteriormente referida como não insulino-dependente diabetes mellitus (NIDDM) ou "diabetes do adulto-início". A terceira forma principal, o diabetes gestacional ocorre quando mulheres grávidas sem diagnóstico prévio de diabetes desenvolvem um alto nível de glicose no sangue. Ela pode preceder o desenvolvimento do tipo 2 de diabetes.


Outras formas de diabetes mellitus incluem diabetes congênita, que é devida a defeitos genéticos de secreção de insulina, diabetes relacionada à fibrose cística, diabetes esteróide induzida por doses elevadas de glucocorticóides, e várias formas de diabetes monogênicas.
Todas as formas de diabetes têm sido tratáveis ​​desde que a insulina se tornou disponível em 1921, e a diabetes tipo 2 pode ser controlada com medicamentos. Ambos os tipos 1 e 2 são doenças crônicas que não podem ser curadas. Transplantes de pâncreas foram tentados com sucesso limitado em pessoas com o tipo 1 de diabetes; cirurgia de bypass gástrico tem sido bem sucedida em muitos com obesidade mórbida e em pacientes do tipo 2 de diabetes mellitus. A diabetes gestacional geralmente desaparece após o parto. Diabetes sem tratamentos adequados podem causar muitas complicações. As complicações agudas incluem hipoglicemia, cetoacidose diabética, ou coma hiperosmolar não cetótica. Graves complicações em longo prazo incluem doenças cardiovasculares, insuficiência renal crônica e retinopatia diabética (lesão da retina). O tratamento adequado do diabetes é, portanto, importante, bem como o controle da pressão arterial e fatores de estilo de vida tais como a cessação do tabagismo e manter um peso corporal saudável.

Henrique Torres