Depressão mascarada, Sugar Blues, qual a relação entre esses problemas?


Os sintomas são parecidos e só um diagnóstico minucioso poderá identificar

Que a depressão é a doença da atualidade, a maioria das pessoas sabe. Mas é sempre importante falar sobre o tema, discutir, trazer aquilo que tem sido falado sobre o assunto a fim de ajudar as pessoas a realizarem uma identificação prévia e precoce do problema.

Sabia que muitas pessoas podem sofrer de depressão e sequer imaginam? Aliás, mesmo com tantas informações sobre o assunto, para muitas pessoas, é difícil identificar alguém próximo acometido pela doença. 

De acordo com artigo publicado pelo site CONTI outra, uma pessoa deprimida pode “não parecer” deprimida, isso porque cada pessoa reage de uma maneira à doença, inclusive, a pessoa pode demonstrar uma imagem de boa saúde mental, de autocontrole. 

Um dos efeitos da depressão é o cansaço constante, a pessoa pode até mesmo dormir horas mais do que suficientes por noite e ainda assim, se sentir exausta, desanimada, sem qualquer vestígio de vontade de realizar as atividades diárias. 

Outro sinal de que a pessoa pode estar com depressão é a mudança de hábitos. Algum programa que gostava muito de fazer e que de repente parece não ter mais graça. As recusas constantes a convites podem demonstrar que a pessoa sofre da doença.
A pessoa que passa a comer mais ou menos de uma hora para outra também pode estar sofrendo da doença. 

Uma pessoa deprimida pode vivenciar a doença com “altos e baixos”, estar pior em alguns dias e melhor em outros, o que não se pode nesses casos diante de um diagnóstico e tratamento, por exemplo, é pensar que por estar vivenciando dias melhores, a pessoa está apta a “enfrentar” o que vier. O tratamento leva tempo e é complexo.

Já o artigo Depressão mascarada (Hipoglicemia), expõe outra questão importante, talvez o cansaço repentino, a apatia, a depressão propriamente dita, taquicardia, entre outros sintomas, estejam relacionados com a hipoglicemia. 

O artigo é escrito pela psicoterapeuta Marilena Teixeira Neto, que explica que quando o pâncreas recebe o açúcar ou carboidrato, normalmente dissolve lentamente esse açúcar no sangue, se o funcionamento for normal. Já se houver alguma disfunção no pâncreas, ao receber o açúcar, ele o consumirá devido a um quadro de hiperinsulinismo e caso a pessoa persista na ingestão de grandes quantidades de açúcar, o órgão deixará de trabalhar, instaura-se um quadro de diabetes e haverá a necessidade de insulina. Os sintomas que este mal provoca são parecidos com os de uma depressão e fazem parte de um problema chamado de Sugar Blues, descrito inicialmente no livro de William Dufty.

A especialista também destaca no artigo, que os sintomas de desânimo e cansaço também podem estar relacionados com o hipotireodismo. 

Por essas semelhanças entre quadro emocional e problemas de desordem física, é fundamental que em sinal de anormalidade um especialista seja procurado para as devidas investigações.


Fontes

Oito atitudes típicas de pessoas que têm depressão, mas não demonstram. CONTI outra .

Depressão mascarada (Hipoglicemia). Artigo de Psicologia. 

 

 

Daiana Barasa