Deficiência de vitamina D na dieta: Você já ouviu falar?


Conheça a funcionalidade dessa vitamina no organismo

Poucas pessoas conhecem sobre a importância da vitamina D na dieta, e quase ninguém sabe sobre os problemas da deficiência de vitamina D no organismo. 

Você sabia que para a saúde dos dentes e ossos, a vitamina D é fundamental? Isso mesmo, o cálcio só pode ser plenamente absorvido pelo organismo quando há a presença da vitamina D no corpo.

Essa vitamina compõe o grupo das “lipossolúveis”, que necessitam da presença de lipídeos (gorduras) para serem metabolizadas. Dentre as lipossolúveis encontram-se as vitaminas: A, D, E e K.

A vitamina D é responsável pelo controle de 270 genes e ajuda no controle das células presentes no sistema cardiovascular, consequentemente prevenindo doenças do coração.

A exposição solar é fundamental para turbinar o organismo da presença de vitamina D, principalmente os raios na faixa UVB auxiliam nesse processo. Mas nem todos os dias se tem sol, isso quando a maioria das pessoas não passa a maior parte do seu tempo em lugares fechados. 

Há organismos que apresentam maior dificuldade de absorção desse nutriente e que assim, passam a sofrer com a deficiência de vitamina D no organismo. 

É possível descobrir se há falta do nutriente no corpo por meio de um exame de sangue. Mas há alguns sintomas que podem sinalizar se ocorre o problema. Quais sintomas são esses?

Gripes frequentes: A deficiência de vitamina D pode expor o indivíduo a maior incidência de problemas respiratórios.

Fraqueza muscular: Como a vitamina é responsável direta pela absorção do cálcio no organismo, quando está em falta pode causar fraqueza muscular.

Problemas renais: A falta da vitamina pode desequilibrar o funcionamento renal do organismo.

Psoríase: Um estudo britânico realizado pela UK PubMed, comprovou que a deficiência dessa vitamina pode provocar a psoríase.

Asma: Pesquisa realizada no Japão comprovou que ataques frequentes de asma podem estar associados à deficiência de vitamina D no organismo.

Doenças cardiovasculares: Principalmente o problema da hipertensão pode ser resultado da falta do nutriente.
Esses são alguns dos problemas que podem estar relacionados com a deficiência da vitamina D no organismo. 

Segundo estudo realizado pela Universidade da Carolina do Sul, nos Estados Unidos, ficou comprovado que a vitamina D na dieta da gestante previne diabetes gestacional, parto prematuro e o surgimento de infecções.

Alimentos que contêm a vitamina costumam ser os derivados do leite como queijos e manteiga, o nutriente também está presente na sardinha, ovo, carne bovina, entre outros.

A suplementação do nutriente também pode ser indicada, mas claro que devidamente orientada por um médico.

A exposição solar é importante, mas o cuidado com a aplicação do filtro solar de fator mínimo 30 é primordial para que não ocorra agressões à pele.

Manter uma dieta equilibrada, praticar alguma atividade física, beber muita água ao longo do dia é fundamental. 

Se houver deficiência desse importante nutriente é possível repor por meio de tratamento e claro, é possível desfrutar de perfeita qualidade de vida.

 

Daiana Barasa