Cuidados Excessivos ou Hipocondria?


Saiba quando o excesso de cuidado com a saúde pode significar falta de saúde.

Cuidados extras ou hipocondria?

 

Conhece algumas pessoas que se dizem continuamente doentes, que comparecem ao médico em consulta quase que regularmente, que transportam diariamente uma quantidade inexplicada de remédios para onde quer que estejam indo e sucessivamente têm um caso de doença para contar independente da doença estar sendo o tópico de alguma conversa?

 

Sim, estes são os chamados hipocondríacos!

 

Hipocondria (por vezes referido como fobia ou ansiedade à saúde) refere-se à preocupação excessiva ou se preocupar em ter uma doença grave. Esta condição debilitante é o resultado de uma percepção imprecisa da condição do corpo apesar da ausência de uma condição médica real. Um indivíduo que sofre hipocondria é conhecido como um hipocondríaco.

 

Hipocondríacos se indevidamente alarmados com todos os sintomas físicos que detectam, não importa quão pequena pode ser o sintoma estão convencidos de que eles têm ou estão prestes a ser diagnosticados com uma doença grave. Mesmo os sons produzidos por órgãos do corpo, como aqueles feitos pelos intestinos, parecem os sintomas de uma doença muito grave para pacientes que lidam com hipocondria.

Muitas vezes, a hipocondria persiste mesmo depois que um médico avaliou uma pessoa e assegurou-lhe que as suas preocupações sobre os sintomas não têm uma base médica subjacente ou, se houver uma doença médica, suas preocupações estão muito além do que é apropriado para o nível de doença. Hipocondríacos se concentram em um determinado sintoma como o catalisador de sua preocupações, como problemas gastrointestinais, palpitações ou fadiga muscular. A duração desses sintomas e preocupação é de 6 meses ou mais.

Henrique Torres