Crianças sofrem com fumo passivo


Cigarro prejudica saúde mental

Inalar a fumaça de cigarro pode causar maior risco de desenvolver problemas mentais e comportamentais nas crianças, até mesmo o quadro de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH). A constatação é de um levantamento da Universidade de Medicina Miller, que sugere que as mães que fumam naa gravidez podem ter mais propensãp a gerarem crianças com problemas  comportamentais. A exposição ao fumo passivo já chegou a ser relacionada a distúrbios cardíacos e do trato respiratório em crianças.

Os pais precisam evitar a exposição das crianças ao fumo passivo. As pesquisas observaram uma possível relação entre a exposição ao fumo passivo e a saúde metal das crianças de 8 a 15 anos. o objetivo foi identificar sintomas e sinais de distúrbios mentais e comportamentais.

A pesquisa considerou as idades e a raça dos participantes.Os meninos que foram expostos ao fumo passivo eram mais vulneráveis a terem sinais de TDAH, ansiedade, depressão e  transtorno de conduta. As meninas demonstravam mais sintomas de TDAH e ansiedade.

A pesquisa observou que é difícil separar os efeitos do fumo passivo dos malefícios causados pelas mães que fumam cigarros na gravidez. Não há evidência para ligar o fumo passivo a distúrbios. Os pesquisadores  concluíram que é certa a necessidade de haver esforços no sentido de proibir o fumo nos lugares públicos que tenham a presença de crianças, assim como evitar que elas se exponhas à fumaça nos seus lares.

Fonte: Portal Estadão