Como fazer com que as crianças comam alimentos mais saudáveis?


Vale se ligar nessas dicas

Seu filho tem dificuldade para se alimentar de maneira saudável? Você ouve a todo tempo que ele não gosta de um ou outro legume, que alguma fruta é ruim e que o gosto não é bom? (risos)

O ideal segundos os pediatras é que desde os primeiros meses de vida a criança já seja estimulada a uma alimentação saudável e conheça uma variedade de alimentos, isso facilitaria a criança a uma dieta saudável e ela apresentaria menos resistência a alguns alimentos no decorrer da infância. Mas ainda assim, pode acontecer da criança não querer experimentar determinado alimento por não gostar do sabor, aroma ou textura. 

O que vale é sempre dialogar, até mesmo os adultos têm o hábito de recusar determinado alimento sem sequer experimentar, por isso, vale conversar, vale tentar fazer com que a criança livremente opte por “experimentar”.

Há casos em que vale “mascarar” o alimento na dieta. O ideal é que uma quantidade equilibrada para que não haja interferência no sabor original da comida. 

Crianças prestam atenção na cor. Às vezes utilizar algum alimento na preparação da comida que altere a coloração pode fazer com que a criança perceba e se sinta até mesmo enganada.

Essas “camuflagens” devem ser sutis.

Uma outra maneira de estimular a criança a uma alimentação saudável é por meio da decoração dos pratos. A apresentação conta muito para estimular a criança a comer.

Alguns alimentos com coloração viva podem formar figuras, podem compor o prato e chamar a atenção da criança, um exemplo é a beterraba que pode ser aproveitada ralada ou até mesmo a cenoura.

Algumas massas podem englobar alimentos mais saudáveis. Uma dica é preparar panqueca com couve (massa verde), com beterraba (massa rosa), cenoura (massa laranja), entre outras. A criança se sente estimulada pelas cores e quando experimenta e percebe que o sabor também é bom, se sente estimulada não apenas a se alimentar de maneira mais saudável, mas se alimentar se torna um prazer.

A maneira de apresentar os alimentos é o primeiro fator que merece ser observado. Vale conversar com a criança, apresentar opções saudáveis e que sejam bonitas aos olhos. Claro que não é uma tarefa fácil, mas para os pais vale a dica de não esmorecer com o objetivo de tornar a vida da criança mais plena e saudável.

Daiana Barasa