Correr no asfalto, terra, areia – qual o melhor?


Correr ajuda a queimar as calorias e ainda melhora o nosso condicionamento cardiovascular, só que esta atividade exige uma série de escolhas que podem acabar interferindo no seu rendimento e também na sua saúde.

  

Correr ajuda a queimar as calorias e ainda melhora o nosso condicionamento cardiovascular, só que esta atividade exige uma série de escolhas que podem acabar interferindo no seu rendimento e também na sua saúde. Se o objetivo do treino é emagrecer, acrescente o Goji Berry em sua dieta para um melhor resultado! Com base em Marcelo Duarte, alternar os terrenos pode ser uma ótima forma de usufruir o melhor de cada solo. “O corredor que é amador só tem que se lembrar que a especificidade de cada prova: caso for fazer no asfalto, você não pode realizar os treinos somente na grama, para evitar assim o impacto em suas articulações”, explica o treinador.

 

A grama

 

“Da mesma forma como a terra batida, a grama também absorve muito o impacto, aliviando assim os tornozelos e também os joelhos. Ela requer certo cuidado nos dias de chuva, ou então logo mesmo pela manhã pelo fato de que o orvalho deixa a grama mais escorregadia. Desta forma não fica fácil realizar o treino somente na grama, quando se vive em cidades como Rio e São Paulo, cidades onde não se tem grandes percursos nesse tipo de terreno”, indica Marcelo Duarte.

 

A areia

 

De acordo com o treinador Marcelo Duarte, “o treino realizado em areia fofa nos proporciona um ganho de força e também de velocidade ao corredor, além de tornar mais forte a nossa musculatura da coxa, só que pode acabar agravando os problemas ósseos ou então articulares preexistentes”. Afinal a corrida em areia molhada trabalha com toda a nossa musculatura de nossos membros inferiores, só que também exige ainda mais dessa região do corpo. “Quando se está na areia o centro de gravidade do corredor se deslocado, forçando assim a nossa coluna e também o quadril. A superfície que é desnivelada também não é adequada e como a grande parte das praias urbanas é de tombo, o que quer dizer, que possuem uma inclinação nas proximidades da água do mar, este declive pode acabar agravando um problema que já existe”, explica ele.

 

O asfalto

 

“Nada melhor do que realizar o treino no piso em que você vai fazer a sua prova”, explica o treinador Marcelo Duarte. Para as pessoas que são corredores de rua, ele aconselha reservar ao menos um dia de sua semana para esse tipo de terreno. Márcia Ferreira, que é triatleta e também proprietária da assessoria esportiva que tem o seu nome, esclarece que o asfalto é uma superfície relativamente dura e que nos proporciona uma pequena absorção do impacto.

Henrique Torres