Conheça os efeitos do sedentarismo para sua saúde


Qualquer pessoa que não pratica atividade física regular pode ser considerada sedentária

 

O sedentarismo é caracterizado como a redução ou completa ausência de atividade física ou esportiva regular. É também considerado um dos grandes males do século 21, decorrente dos confortos da vida moderna. Segundo dados do Ministério da Saúde, 14,2% dos brasileiros são sedentários. Qualquer pessoa que não pratica atividade física regularmente pode ser considerada sedentária. Você se inclui nesta porcentagem? 
 
Conheça os efeitos que a falta de atividade física gera em seu corpo:
 
Raciocínio lento: a falta de estímulos e atividades físicas faz com que o corpo produza uma quantidade inferior de neurotransmissores. E a falta destes, por sua vez,  dificulta a passagem de impulsos elétricos entre um neurônio e outro através da fenda sináptica, o que resulta no raciocínio lento. 
 
Aparência pouco jovial: todos possuímos telômeros, parte dos cromossomos que define a idade biológica. O telômero é também responsável pelo fortalecimento das células cutâneas. Quanto menor o telômero, maior o enfraquecimento das células e, consequentemente, a aparência pouco jovial. 
 
Fígado gordo: o sedentarismo pode causar uma doença chamada esteatose hepática não alcoólica, que em casos agudos, pode desencadear a cirrose. 
 
Falso magro: ser magro não é, propriamente, sinônimo de saúde. Até mesmo pessoas esbeltas podem conter bastante gordura visceral escondida. Essa gordura, por sua vez, produz substâncias inflamatórias que predispõem ao entupimento de vasos sanguíneos. 
 
Circulação comprometida: passar muito tempo sentado, mesmo que movimentando um pouco as pernas, torna a circulação vagarosa. E o resultado é a maior predisposição a coágulos que tapam as artérias e causam danos à saúde. 
 
Os sedentários, de uma forma generalizada, alega não praticar atividades físicas por falta de tempo ou mesmo por gosto pessoal. Para quem se encaixa neste perfil, a caminhada pode ser uma boa opção. Caminhar produz benefícios semelhantes ao de atividades como a corrida, ciclismo e natação. Do ponto de vista ortopédico e cardiovascular, é considerada segura. Exige apenas um bom par de tênis e uma boa companhia (para quem não gosta de atividades individuais). 
 
Por: AgComunicado