Computador Pode "ver" Nossos Sonhos


Veja como isso é possível!

Ressonância magnética funcional pode revelar as imagens visuais que temos em nossos cérebros quando estamos sonhando, pesquisadores do Japão relatado na revista Science. Simplificando, eles encontraram uma maneira de ver nossos sonhos.
 
 
O autor sênior, Yukiyasu Kamitani, da ATR do Japão Laboratórios Computacionais em Kyoto, junto com colegas do Instituto Nara de Ciência e Tecnologia e do Instituto Nacional de Tecnologia da Informação e Comunicações explicou que sua descoberta segue avanços recentes da pesquisa em decodificar os sinais do cérebro que interpretam o que nós vemos enquanto estamos acordados.
 
 
Os cientistas acreditam que, independentemente de se estamos dormindo ou acordados, nossos cérebros usam os mesmos circuitos mentais para interpretar imagens. Eles estão neste momento tentando encontrar formas de usar essa tecnologia para o tratamento de pacientes psiquiátricos com alucinações.
 
 
É este um passo para a leitura da mente?
 
 
O Co-autor, Yukiyasu Kamitani, acredita que é a leitura da mente no sentido de que alguns dados são recolhidos sobre o estado subjetivo de seus participantes. Ele ressaltou, porém, que o desempenho de seu método atual tem um longo caminho a percorrer antes que ele chamá-lo de "leitura da mente" adequado no sentido de ter detalhes precisos dos pensamentos do sonhador. Neste estudo, a equipe pediu a três voluntários para dormirem dentro de da máquina de fMRI (ressonância magnética funcional).
 
 
Qual é a diferença entre a RM e a fMRI? 
 
 
A ressonância magnética é um dispositivo de digitalização, que vê o que o interior do cérebro, como ele é, enquanto fMRI pode observar o que o cérebro faz. É um pouco como a diferença entre uma fotografia e um vídeo, vê-se o funcionamento enquanto o outro não. Por exemplo, fMRI observa mudanças no fluxo de sangue no cérebro. Simplificando, a ressonância magnética do cérebro olha para o que ele é, enquanto fMRI olha o que o cérebro está fazendo (sua função). MRI verifica a estrutura anatômica em imagem enquanto que a função FMRI é imagem metabólica.
 
 
 
 
Henrique Torres