Como driblar os efeitos do horário de verão no organismo?


Sonolência, mal humor e cansaço excessivo são comuns nos primeiros dias após a mudança de horário.

Com o objetivo de poupar energia elétrica por meio do aproveitamento maior da luz natural do dia, o horário de verão começou no último domingo nas regiões Centro-Oeste, Sudeste e Sul do país. Os habitantes dos estados afetados tiveram que adiantar uma hora nos relógios. Logo nos primeiros dias após o novo horário entrar em vigor, as pessoas ficam com mais sono e com a sensação de indisposição, a depender da sensibilidade de cada um. Como driblar esse mal estar?
 
O motivo principal para o mal humor, cansaço e preguiça após o início do horário de verão são as “turbulências” na produção de melatonina e cortisol. A primeira, também conhecida como o hormônio do sono, é produzida nas horas de descanso. Dormir uma hora a menos atinge diretamente as reservas corpóreas da substância. A reação a isso vem no aumento da produção de cortisol, o “hormônio do estresse”, afetando negativamente o humor.
 
A percepção da luz, do dia e da noite, rege os ponteiros do relógio biológico que, diferentemente do relógio mecânico, não é sincronizado tão facilmente. O que pode ser adotado pelas pessoas a fim de diminuir essa desarmonia sentida no começo do horário de verão é acordar 30 minutos antes do horário de costume alguns dias antes da mudança no relógio. Dessa forma o corpo se acostuma mais gradualmente.
 
Quanto à alimentação, ingerir mais leite, banana, gergelim, arroz , aveia e milho ajuda a aumentar a produção do hormônio do sono. A síntese da melatonina se inicia com a serotonina, que está ligada à ingestão de carboidratos e triptofano (aminoácido). Não vale exagerar, já que ingerir carboidratos em excesso facilita o aumento de peso. 
 
Sentir dor de cabeça ou indisposição durante os primeiros dias do horário de verão é normal. Não é recomendado abusar de medicamentos ou suplementos. Basta apenas fazer alguns ajustes nos hábitos diários que, aos poucos, o corpo vai se acostumando...
 
Por: AgComunicado