Classificação do Déficit de Atenção e Hiperatividade


Saiba o que são o Déficit de Atenção e a Hiperatidade e conheça seus potenciais efeitos sobre a saúde.



Classificação do déficit de atenção e hiperatividade

 

Déficit de atenção e hiperatividade pode ser visto como uma ou mais características contínuas encontradas normalmente em toda a população em geral. É um transtorno do desenvolvimento de controle de impulsos. Usando imagens de ressonância magnética do córtex pré-frontal, este atraso de desenvolvimento foi estimado na faixa de 3 a 5 anos. No entanto, a definição de déficit de atenção e hiperatividade é baseada no comportamento e não implica uma doença neurológica.

 

O déficit de atenção e hiperatividade é classificado como um transtorno de comportamento, juntamente com transtorno desafiador opositivo, transtorno de conduta e transtorno de personalidade antissocial.

 

Déficit de atenção e hiperatividade tem três subtipos:

 

1. Predominantemente hiperativo-impulsivo: A maioria dos sintomas (seis ou mais) estão nas categorias de hiperatividade-impulsividade. Menos de seis sintomas de desatenção estão presentes, embora desatenção pode ainda estar presente em algum grau.

 

2. Predominantemente desatento: A maioria dos sintomas (seis ou mais) estão na categoria de desatenção e menos de seis sintomas de hiperatividade-impulsividade estão presentes, embora hiperatividade-impulsividade podem estar presentes em algum grau. As crianças com este subtipo são menos propensas a agir ou tenham dificuldades em conviver com outras crianças. Podem sentar-se calmamente, mas eles não estão prestando atenção ao que eles estão fazendo. Portanto, a criança pode ser negligenciada, e os pais e professores podem não perceber os sintomas de Déficit de atenção e hiperatividade.

 

3. Combinado hiperativo-impulsivo e desatento: Seis ou mais sintomas de falta de atenção e de seis ou mais sintomas de hiperatividade-impulsividade estão presentes. A maioria das crianças com Déficit de atenção e hiperatividade tem o tipo combinado.
 
Henrique Torres