Características da Bronquite


Conheça os sintomas de cada uma das doenças e saiba diferencia-las.

Segundo uma pesquisa, as pessoas não saberiam informar se sofrem de bronquite ou de asma e quais são as diferenças.

 

Quando são questionados referente aos fatores de risco para o aumento de asma, apenas 17% dos entrevistados dizem que é o histórico fator hereditário da pessoa.

Segundo Tânia Lucia Nen da Silva, presidente da Associação Brasileira de Asmáticos: "Os asmáticos costumam se referir à doença como bronquite alérgica ou bronquite asmática. Isso porque existe a ideia de que asma é uma doença grave, enquanto bronquite é mais leve e passageira". Esse conflito, segundo Tânia, faz com que muitos não levem em grande conta a asma e se esquivam do tratamento.

Tânia diz que, assim como a hipertensão ou a própria diabete, a asma tem que ser abordada ao longo de toda a vida da pessoa. Os que possuem esta doença devem comparecer sempre no médico e devem tomar os medicamentos não apenas quando têm uma crise, mas constantemente. Os remédios para domínio da asma estão disponíveis na rede pública.

Veja as diferenças e informe-se:

Bronquite é a inflamação das membranas mucosas dos brônquios e vias aéreas que levam o fluxo de ar da traqueia para os pulmões. Bronquite pode ser dividida em duas categorias, aguda e crônica, cada qual com diferentes etiologias, patologias e terapias.

 

Bronquite aguda é caracterizada pelo desenvolvimento de tosse, com ou sem produção de muco, muco que é expectorado no trato respiratório. A bronquite aguda geralmente ocorre durante o curso de uma doença viral aguda, como o resfriado comum ou gripe. Vírus causam cerca de 90% dos casos de bronquite aguda, Considerando que as bactérias são responsáveis por menos de 10%.

 

Bronquite crônica, um tipo de doença pulmonar obstrutiva crônica, caracteriza-se pela presença de tosse produtiva que dura em média três meses ou mais por pelo menos dois anos. Bronquite crônica desenvolve-se na maioria das vezes devido à lesão recorrente das vias aéreas causada por elementos inalados. O tabagismo é a causa mais comum, seguida por poluição do ar e a exposição ocupacional a elementos irritantes.

Henrique Torres