Candidíase: saiba como tratar e prevenir

A A A
28/02/2012 - Autor:

 

O Brasil ainda não conta com dados oficiais sobre a doença, mas as estimativas sugerem que ela afeta 5 em cada 100 mulheres saudáveis. A candidíase, apesar de também ser transmitida em relações sexuais, não é considerada uma DST (doença sexualmente transmissível), uma vez que sua transmissão acontece por qualquer tipo de contato. Trata-se de uma infecção causada pelo fungo Candida Albicans, que deixa a área afetada inflamada. 
 
O desenvolvimento da doença depende, quase que em sua totalidade, das condições de defesa imunológica da pessoa. O fungo pode afetar o intestino, contaminar a área genital (a umidade e o calor desta área propiciam o ambiente ideal para a proliferação do fungo) e a boca, uma das áreas em que a doença mais se manifesta. Na boca, a doença é popularmente conhecida como “sapinho”. 
 
Os principais sintomas da candidíase são coceira e inflamação. Na genitália, provoca um corrimento esbranquiçado, inodoro e grumoso, com aspecto semelhante ao leite talhado. Outro sintoma bastante incômodo é a dor ao urinar e durante as relações sexuais. 
 
A principal recomendação dos ginecologistas para evitar a candidíase é o uso de roupas íntimas de algodão. Outros tecidos podem manter a região genital úmida ou quente e facilitar a proliferação do fungo. Também é recomendado diminuir a utilização de absorventes internos e, durante o banho, higienizar a região com sabonete de pH neutro. 
 
A boa notícia é que na maior parte dos casos, a candidíase não traz consequências sérias. Ainda assim, é fundamental buscar ajuda médica, pois há casos em que a doença facilita infecções por outros agentes. Também há o risco de confundir os sintomas da candidíase com a clamídia, uma DST que apresenta sintomas como coceira e corrimento. A clamídia é causada por uma bactéria e se não tratada, pode levar à infertilidade. 
 
 O tratamento para candidíase é simples. Geralmente usa-se um creme vaginal e um comprimido via oral para o portador ou para o casal, quando se tem vida sexual ativa. 
 
Por: AgComunicado