Câncer de laringe: como enfrentar a doença?


Ronquidão e dificuldade para engolir são os primeiros sinais da doença

O câncer de laringe de acordo com a Sociedade Americana de Câncer (ACS) em 2016 apresentou cerca de 13.440 novos casos, sendo 10.550 em homens e 2.880 em mulheres. Como os números apontam os homens são os mais afetados pela doença. O câncer de laringe afeta em 60% dos casos a região da glote (área que possui as cordas vocais). As taxas para o câncer de laringe nos últimos anos apresentaram queda, o que pode ser decorrente de conscientizações governamentais e do setor de saúde contra o tabagismo. Leia também: Dia 29 de agosto: apoio nacional no combate ao fumo.

Segundo o Dr. Marcos Tavares, cirurgião de cabeça e pescoço, as causas mais comuns para esse tipo de câncer inclui o consumo excessivo de bebida alcoólica e o hábito de fumar. “Os sintomas geralmente apresentam-se em rouquidão que não cura após três semanas, dor e engasgos frequentes, bem como dificuldades para engolir”, pontua.

Em seu estágio inicial o médico aponta que a ronquidão é bastante comum, porém em casos mais avançados podem surgir nódulos no pescoço, dificuldade para comer, possível emagrecimento, assim como falta de ar.

Qual o tratamento para o câncer de laringe?

Para o diagnóstico da doença o especialista irá solicitar um exame de laringoscopia. O tratamento para o câncer de laringe pode incluir: cirurgia, terapia de radiação, quimioterapia e terapia-alvo. Na hora da escolha da melhor opção de tratamento o objetivo é preservar a voz do paciente e apenas em circunstâncias especiais realizar a remoção total da laringe.

“A laringectomia total é indicada em casos avançados. De maneira geral podemos dizer que é necessária quando o tumor invade as cartilagens da laringe ou quando sai dos limites da laringe – invade órgãos e estruturas vizinhas”, adverte o médico.

Como posso diminuir as chances desse tipo de câncer?

Abandone o tabaco e a bebida alcoólica

Estudos associam como a única forma de aumentar a sobrevida em casos de diagnostico de câncer mudar o estilo de vida. Quando falamos de câncer de laringe abandonar o cigarro e se possível eliminar o consumo de bebida alcoólica são as primeiras medidas para diminuir as chances de recaída, assim como o desenvolvimento de outros tumores, tanto na região da cabeça e pescoço, como no pulmão.

Pratique exercícios físicos

A ACS aponta alguns benefícios das atividades físicas ao decorrer do tratamento, como:

Melhora na saúde cardiovascular
Fortalece a musculatura
Reduz a fadiga
Aumenta a sensação de bem-estar

 

Os exercícios físicos são recomendados para pacientes que estão em fase de tratamento do câncer, pois a fadiga nesse período pode aumentar, assim como a exaustão e a falta de energia. Estudos apontam que os pacientes que seguem uma rotina de exercícios orientados para as suas necessidades sentem-se melhor fisicamente e emocionalmente.

Alimentação mais saudável

A alimentação saudável e a inserção de nutrientes importantes ao organismo se faz necessário em qualquer momento da vida, mas para casos de câncer na região da cabeça e pescoço é imprescindível. O câncer de laringe afeta diretamente o paladar, provoca sensação de boca seca e causa dificuldade para engolir.

Ao decorrer do tratamento o paciente não terá tanto apetite, podendo perder bastante peso. Mas o esforço será necessário para ter uma recuperação de sucesso. Alimentar-se de pequenas porções a cada três horas e incluir alimentos saudáveis nas refeições contribuem para uma melhor recuperação. O ideal é consultar um médico nutricionista para indicações alimentares adequadas ao quadro.

O médico ressalta que em casos com diagnóstico inicial a radioterapia ou cirurgias simples são capazes de trazer chances de cura e sobrevida ao paciente. “Mesmo quando tratados mais tardiamente, também há expectativa de cura”, completa.

 

Participação do Dr. Marcos Tavares

Cirurgião de cabeça e pescoço do Hospital Moriah

 

Referências

http://www.saredrogarias.com.br/noticia/cancer-de-laringe-o-perigo-de-combinar-o-cigarro-com-a-bebida-alcoolica

http://www.cancer.org/cancer/laryngealandhypopharyngealcancer/detailedguide/laryngeal-and-hypopharyngeal-cancer-after-lifestyle-changes

Juliana Rodrigues