sobre o câncer


o que é o câncer. o que causa o câncer. quais os tipos mais freqüentes de câncer e quais os tratamentosos

 

Hoje em dia são diagnosticados mais de 100 tipos de câncer em todo o mundo.  De acordo com o relatório Globocan de 2008, divulgado pela Agência Internacional de Pesquisa para o câncer (órgão da Organização Mundial de Saúde), o câncer atingiu mais de 12 milhões pessoas em todo o mundo, sendo que mais de 55% dos casos ocorreram em países menos desenvolvidos. Atualmente esses números estão aumentando cada vez mais. Por isso, vamos entender um pouco mais sobre o câncer? Aqui veremos o que é o câncer, quais os principais tipos de câncer que ocorrem no Brasil, quais as causas que levam o surgimento do câncer e quais os tratamentos existentes.  
Primeiramente o que é o câncer?
O Câncer são conjuntos de doenças caracterizadas pelo crescimento desordenado das células cancerosas que invadem os tecidos da pele ou dos órgãos, podendo espalhar-se para outras regiões do corpo, chamada metástase. Esse crescimento desordenado de células forma os tumores (acúmulos de células cancerosas), mais conhecidos como neoplasias malignas. Todavia existem as neoplasias benignas, que são conjunto de células que se multiplicam lentamente se assemelhando ao tecido original. Esse tumor benigno raramente se constitui um risco a vida da pessoa.
 
Visto que existem diversos tipos de câncer, é preciso entender que eles são definidos de acordo com os tipos de células do corpo atacadas, a velocidade de multiplicação das células cancerosas e a capacidade que elas tem de invadir outros tecidos e órgãos vizinhos. 
 
Mas O que causa o câncer?
As causas de câncer podem ser bem variadas, ele pode ser causado tanto por fatores externos quanto internos do organismo. Eles ainda podem estar inter-relacionados. As causas externas estão relacionadas ao meio ambiente que a pessoa vive e seus hábitos e costumes. As causas internas são, normalmente, pré-determinadas geneticamente estando ligadas à capacidade do organismo se defender das agressões externas. A interação entre esses fatores podem aumentar a probabilidade de transformações malignas nas células saudáveis. De todos os casos de câncer, 85% são associados a fatores ambientais, como o consumo de cigarros, exposição ao sol sem a devida proteção e a contaminação por vírus.
Além desses fatores, o fator da idade também tem forte ação para aumentar os riscos do câncer, visto que o envelhecimento causa mudanças na estrutura da célula aumentando a suscetibilidade à transformações malignas das células. Visto que as pessoas idosas foram expostas por mais tempo aos fatores de risco para câncer, o câncer se torna mais freqüente nesse grupo de pessoas. Portanto quanto maior a intensidade e duração da exposição das células aos agentes causadores do câncer, maior a probabilidade da pessoa adquirir um tipo de câncer.
Quanto ao fator da hereditariedade, são raros os casos de pessoas que tem câncer devido a esse fatores. 
E quais são os Principais tipos de câncer se destacam no Brasil?
Aqui no Brasil existem mais de 180 mil casos novos em homens e mais de 200 mil em mulheres. Dentre os tipos de câncer que mais se destacam, são: o câncer de pele não-malanoma, o câncer em vias aéreas inferiores nos homens, o câncer de mama nas mulheres, e nas crianças a leucemia, linfomas, tumores no sistema nervoso central e simpático, retinoblastomas e câncer nos ossos. 
Que  tratamentos existem para o câncer?
Os tratamentos para câncer são divididos em: cirurgias, quimioterapias, radioterapia e hormonioterapia.
A cirurgia é o tratamento mais antigo e o mais definitivo. Ele é utilizado quando o tumor ainda está no estagio inicial e se encontra em condições favoráveis para ser retirado.
A quimioterapia utiliza medicamentos extremamente potentes contra o câncer. Esse tratamento visa destruir, controlar e inibir o crescimento das células cancerosas.
A radioterapia é utilizada quando os tumores estão localizados em uma região que não podem ser retirados totalmente por cirurgia, ou quando os tumores costumam retornar ao mesmo local após a cirurgia.
A hormonioterapia impede a ação dos hormônios que fazem as células cancerígenas crescerem. Ele bloqueia os efeitos desses hormônios sobre o órgão alvo.

cancerHoje em dia são diagnosticados mais de 100 tipos de câncer em todo o mundo.  De acordo com o relatório Globocan de 2008, divulgado pela Agência Internacional de Pesquisa para o câncer (órgão da Organização Mundial de Saúde), o câncer atingiu mais de 12 milhões pessoas em todo o mundo, sendo que mais de 55% dos casos ocorreram em países menos desenvolvidos. Atualmente esses números estão aumentando cada vez mais. Por isso, vamos entender um pouco mais sobre o câncer? Aqui veremos o que é o câncer, quais os principais tipos de câncer que ocorrem no Brasil, quais as causas que levam o surgimento do câncer e quais os tratamentos existentes.

 Primeiramente o que é o câncer?

O Câncer são conjuntos de doenças caracterizadas pelo crescimento desordenado das células cancerosas que invadem os tecidos da pele ou dos órgãos, podendo espalhar-se para outras regiões do corpo, chamada metástase. Esse crescimento desordenado de células forma os tumores (acúmulos de células cancerosas), mais conhecidos como neoplasias malignas. Todavia existem as neoplasias benignas, que são conjunto de células que se multiplicam lentamente se assemelhando ao tecido original. Esse tumor benigno raramente se constitui um risco a vida da pessoa. 

Visto que existem diversos tipos de câncer, é preciso entender que eles são definidos de acordo com os tipos de células do corpo atacadas, a velocidade de multiplicação das células cancerosas e a capacidade que elas tem de invadir outros tecidos e órgãos vizinhos.

Mas O que causa o câncer?

As causas de câncer podem ser bem variadas, ele pode ser causado tanto por fatores externos quanto internos do organismo. Eles ainda podem estar inter-relacionados. As causas externas estão relacionadas ao meio ambiente que a pessoa vive e seus hábitos e costumes. As causas internas são, normalmente, pré-determinadas geneticamente estando ligadas à capacidade do organismo se defender das agressões externas. A interação entre esses fatores podem aumentar a probabilidade de transformações malignas nas células saudáveis. De todos os casos de câncer, 85% são associados a fatores ambientais, como o consumo de cigarros, exposição ao sol sem a devida proteção e a contaminação por vírus.

Além desses fatores, o fator da idade também tem forte ação para aumentar os riscos do câncer, visto que o envelhecimento causa mudanças na estrutura da célula aumentando a suscetibilidade à transformações malignas das células. Visto que as pessoas idosas foram expostas por mais tempo aos fatores de risco para câncer, o câncer se torna mais freqüente nesse grupo de pessoas. Portanto quanto maior a intensidade e duração da exposição das células aos agentes causadores do câncer, maior a probabilidade da pessoa adquirir um tipo de câncer.Quanto ao fator da hereditariedade, são raros os casos de pessoas que tem câncer devido a esse fatores. 

E quais são os Principais tipos de câncer se destacam no Brasil?

Aqui no Brasil existem mais de 180 mil casos novos em homens e mais de 200 mil em mulheres. Dentre os tipos de câncer que mais se destacam, são: o câncer de pele não-malanoma, o câncer em vias aéreas inferiores nos homens, o câncer de mama nas mulheres, e nas crianças a leucemia, linfomas, tumores no sistema nervoso central e simpático, retinoblastomas e câncer nos ossos. 

Que  tratamentos existem para o câncer?

Os tratamentos para câncer são divididos em: cirurgias, quimioterapias, radioterapia e hormonioterapia.

A cirurgia é o tratamento mais antigo e o mais definitivo. Ele é utilizado quando o tumor ainda está no estagio inicial e se encontra em condições favoráveis para ser retirado.

A quimioterapia utiliza medicamentos extremamente potentes contra o câncer. Esse tratamento visa destruir, controlar e inibir o crescimento das células cancerosas.

A radioterapia é utilizada quando os tumores estão localizados em uma região que não podem ser retirados totalmente por cirurgia, ou quando os tumores costumam retornar ao mesmo local após a cirurgia.

A hormonioterapia impede a ação dos hormônios que fazem as células cancerígenas crescerem. Ele bloqueia os efeitos desses hormônios sobre o órgão alvo.