Câimbra: saiba como ocorre e como proceder


Dores musculares podem ser noturnas ou se relacionarem à prática esportiva.

 

A câimbra pode acontecer quando menos se espera, seja durante um treino ou no meio da noite, atrapalhando o sono e causando dor intensa devido à contração dos músculos. Geralmente estas contrações são involuntárias, repentinas e prolongadas. Ocorrem na maioria das vezes nos membros inferiores, tornando visível tendões e músculos contraídos. 
 
Considera-se como causas da câimbra a prática esportiva ou determinadas atividades profissionais de repetição. Já as câimbras noturnas nas pernas não possuem causas aparentes, mas podem estar relacionadas a outros fatores, como desidratação e baixas temperaturas.  
 
A característica mais evidente e popularmente conhecida é a relação entre a falta de minerais – potássio, cálcio ou magnésio – e a câimbra. Partindo desse conhecimento, entende-se o porquê dos atletas incluírem a banana, rica em potássio, na dieta alimentar. 
 
A má circulação que afeta os idosos também pode ser a origem da câimbra, pois neste caso ocorre um estreitamento das artérias que alimentam os membros inferiores; quando a musculatura é forçada, as dores são instantâneas. 
 
No entanto, para prevenir as dolorosas câimbras, recomenda-se realizar exercícios de alongamento durante o dia e, principalmente, antes de praticar atividades esportivas. O alongamento serve como aquecimento dos músculos, para evitar as dores ao se forçar um pouco mais determinada região. Outra recomendação é inserir frutas e verduras na dieta habitual, pois os nutrientes contidos nelas são ótimos não só para o bom funcionamento dos músculos, mas de todo o organismo. 
 
Os episódios dolorosos das câimbras duram menos de 1 minuto e desaparecem da mesma forma que ocorrem – espontaneamente. Por isso, ingerir medicamentos analgésicos ou antiinflamatórios é desnecessário. O ideal é tentar esticar a perna com cuidado e, se possível, pedir auxílio a outra pessoa para aquecer a região com movimentos circulares das mãos. O aumento da temperatura favorece o relaxamento dos músculos.
 
Caso a frequência das câimbras seja regular, procure um médico e relate como e quando essas dores costumam aparecer. Repouse um pouco e procure não forçar a região após a ocorrência da câimbra.
 
Por: AgComunicado