Bisfenol-A causa disfunção sexual, segundo estudo.


Veja como foi realizado o estudo e seus resultados!

 
Para avaliar a função sexual, os pesquisadores entrevistaram todos os homens a partir de questões de um inventário padrão que mede quatro categorias da função sexual: função erétil, capacidade de ejaculação, o desejo sexual e a satisfação geral com a vida sexual. Após o ajuste para idade, escolaridade, estado civil, tabagismo atual, histórico de doenças crônicas e exposição a outras substâncias químicas e histórico de emprego, os pesquisadores descobriram que:
 
  1. Os trabalhadores expostos ao bisfenol-A (BPA) tiveram um risco significativamente maior de disfunção sexual em comparação com os trabalhadores não expostos.
  2. Os trabalhadores expostos ao bisfenol-A (BPA) apresentaram um risco quase quatro vezes maior de desejo sexual reduzido e satisfação geral com sua vida sexual.
  3. Os trabalhadores expostos ao bisfenol-A (BPA) também tinham quatro vezes maior risco de dificuldade de ereção, e mais de sete vezes maior risco de dificuldade de ejaculação.
  4. Houve uma relação dose-resposta entre o aumento do nível de exposição ao bisfenol-A (BPA)  acumulada e a um maior risco de disfunção sexual
  5. Comparado aos trabalhadores não expostos ao bisfenol-A (BPA), os trabalhadores expostos ao bisfenol-A (BPA) relataram significativamente maior frequência de função sexual reduzida em um ano depois de começar a trabalhar em uma fábrica de bisfenol-A (BPA). 
 
Li e seus colegas concluíram que: "Nossas descobertas fornecem a primeira evidência de que a exposição ao bisfenol-A (BPA) no local de trabalho pode ter um efeito adverso sobre a disfunção sexual masculina." Li disse à imprensa que: "Uma vez que os níveis de bisfenol-A (BPA) no presente estudo eram muito altas, mais estudos precisam ser feitos para ver como baixo nível de exposição ao bisfenol-A (BPA) pode ter efeitos sobre o nosso sistema reprodutivo. Este estudo levanta a pergunta: Existe um nível seguro de exposição ao bisfenol-A (BPA)? Mais estudos como este, que examinam o efeito do bisfenol-A (BPA) em seres humanos, são extremamente necessários para ajudar a estabelecer estratégias de prevenção e políticas regulatórias".
 
 
Os pesquisadores explicaram que o bisfenol-A (BPA) é pensado para desequilibrar os hormônios reprodutivos em homens e mulheres. Este é o primeiro estudo a apresentar as provas que poderiam faltar para os EUA Food and Drug Administration e outros órgãos federais examinarem este assunto controverso. Bisfenol-A (BPA) tem sido usado em uso comercial há meio século e é usado para fazer plásticos e resinas encontradas em mamadeiras, embalagens plásticas, em revestimento de latas usadas para alimentos e bebidas, selantes dentários, lentes de óculos, CDs, DVDs, e uma gama de produtos eletrônicos e domésticos.
 
 
Li sugere que suas descobertas também sugerem que o bisfenol-A (BPA) pode ter efeitos além da disfunção sexual masculina. A disfunção sexual masculina pode ser uma indicação precoce de doenças que são mais difíceis de estudar, como câncer e doenças metabólicas. A Maca Peruana pode ajudar no desempenho sexual, ela também melhora o sistema hormonal de homens e mulheres, restaurando o equilíbrio hormonal saudável e o corpo pode operar em melhores condições. 
 
Henrique Torres