Bebidas Energéticas Misturadas com Álcool Causa Intoxicação mais Forte


Beber uma bebida energética com álcool pode ser equivalente a beber uma garrafa inteira de vinho e várias xícaras de café.

Bebidas Energéticas Misturadas com Álcool Causa Intoxicação mais Forte
 
 
A autora do estudo, Cecile Marczinski, professora assistente de Psicologia na Universidade de Kentucky do Norte em Highland Heights observou que o teor de álcool na respiração (BrAC) não deve ser confundido com BAC (teor de álcool do sangue). Nos Estados Unidos o BrAC é dado a uma pessoa que acredita-se ter ultrapassado o limite legal de álcool. Se a pessoa tem um alto nível, ela recebe, em seguida, um teste de sangue para confirmar sua BAC. Para o estudo atual, BrAC foi usado porque é menos invasivo.
 
 
Os investigadores sugerem que, devido à forma como o estômago divide as bebidas açucaradas, como alimentos, um mixer açucarado poderia retardar o estômago de livrar-se de seu conteúdo, já que a quebra de açúcares permite que o estômago mantenha o álcool por mais tempo, impedindo-o de entrar na corrente sanguínea. Alimentos sólidos são conhecidos por diminuir o teor de álcool do sangue (BAC), no entanto o corpo não é familiarizado com a quebra de açúcares da dieta, portanto, manda o álcool imediatamente.
 
 
Os autores advertem que não comer antes de beber álcool e, em seguida, combinar o álcool com uma bebida de dieta, poderia ser uma mistura perigosa. Além disso, um relatório publicado esta semana, estabeleceu que o álcool misturado com bebidas energéticas também é uma combinação perigosa. Bebidas energéticas, que contêm cafeína, podem mascarar o efeito da intoxicação, fazendo-nos sentir menos bêbados do que realmente estamos. Na verdade, beber uma bebida energética com álcool pode ser equivalente a beber uma garrafa inteira de vinho e várias xícaras de café.
 
 
O abuso do álcool pode levar a ressaca. O medicamento Engov pode ajudar na prevensão dos sintomas da ressaca.
 
Henrique Torres