Bebidas com cafeína podem beneficiar o fígado!


Os pesquisadores descobriram que um aumento na ingestão de cafeína pode reduzir o risco de doença hepática gordurosa não alcoólica.

 
Os pesquisadores descobriram que um aumento na ingestão de cafeína pode reduzir o risco de doença hepática gordurosa não alcoólica, de acordo com um estudo publicado na revista Hepatology. Uma equipe da Escola de Pós-Graduação Médica Duke-NUS e da Escola de Medicina da Universidade de Duke utilizaram a cultura de células de ratos como modelos para os efeitos da cafeína sobre a doença do fígado.
 
 
O estudo descobriu que consumir a quantidade de cafeína equivalente a quatro xícaras de café ou chá por dia pode prevenir e proteger contra a progressão da doença hepática gordurosa não alcoólica em seres humanos. Os pesquisadores dizem que essas descobertas podem apresentar um ponto de partida para novos estudos sobre os benefícios da cafeína em humanos.
 
 
Pessoas com doença hepática gordurosa têm uma acumulação de gordura nas células do fígado que não é causada pelo álcool - de acordo com a American Liver Foundation até um em cada quarto americanos têm a doença, e não há nenhum tratamento, apenas a prevenção através de dieta e exercício.
 
 
Os pesquisadores do estudo mostraram que a cafeína reduz o teor de gordura no fígado e "estimula a β-oxidação nas células hepáticas e do fígado através de um caminho de autofagia-lisossômica". O Dr. Paul Yen, professor associado na Universidade Duke NUS, diz:
 
 
"Este é o primeiro estudo detalhado do mecanismo de ação da cafeína sobre os lipídios no fígado e os resultados são muito interessantes. Café e chá são tão comumente consumidos e a noção de que eles podem ser terapêuticos, especialmente porque eles têm uma reputação de serem "maus" para a saúde, é especialmente esclarecedora".
 
 
O consumo de cafeína certamente desenvolveu uma reputação para a promoção de problemas de saúde. Por exemplo, o Medical News Today informou recentemente que pesquisadores dos EUA descobriram que beber quatro ou mais xícaras de café por dia pode levar a um risco de morte prematura.
 
 
Os benefícios para a saúde ligados ao consumo de café não é mostrado apenas no presente. Pesquisadores da Escola de Saúde Pública de Harvard dizem que um menor risco de suicídio é encontrado em homens que bebem entre 2 e 4 xícaras de café por dia.
Henrique Torres