Banho do bebê: momento da higiene é também de carinho


Não existe uma técnica específica para dar banho no bebê, mas algumas dicas podem ajudar a organizar melhor esse momento

É uma da horas mais prazerosas e relaxantes para o bebê: o banho. Este momento não serve apenas para realizar a higiene e promover o bem estar dele, mas é importante também para estabelecer o contato físico, fazer carinhos e brincadeiras, observar como ele está crescendo e, sobretudo, de relaxamento para você e seu bebê. Alguns estranham os primeiros banhos e choram, mas a medida que crescem, adoram o contato com a água e relaxam, caindo no sono logo depois.  

Muitos pais, no início, sentem um enorme “medo” e insegurança. É normal. Mas, pouco a pouco, vão adquirindo confiança e tranquilidade. Conversar com o bebê durante o banho é essencial, pois o tom de voz dos pais lhes transmite carinho e segurança.

Confira algumas dicas que a Sare selecionou para este momento tão esperado e importante:
• O banho tem que ser dado todos os dias, de preferência, na hora mais quente e tranquila do dia;
• Ao adquirir a banheira, observe se não frestas ásperas nas bordas, e que seja de fácil limpeza;
• A banheira deve ser limpa antes e depois do uso e coloque-a em um local com todas as comodidades necessárias, tanto dentro do quarto do bebê como no banheiro.
• Certifique-se que não haja correntes de ar no local onde dará o banho do bebê;
• Prepare a banheira e os acessórios que irá usar com antecedência, antes de tirar a roupinha do bebê e colocá-lo na água – deixe à mão, o sabonete, o xampu, a toalha e a roupinha do bebê;
• Atenção ao tempo de duração dos primeiros banhos: deve ser breves;
• Não é necessário ferver a água;
• A temperatura da água deve ser semelhante à do corpo do bebê, ou seja, morna;
• Não encha a banheira até o topo, apenas o fundo, mas que não seja tão pouca, pois esfria rápido, e o bebê pode sentir frio;
• Antes de colocar o bebê na banheira, passe um pouquinho de água no rosto e na cabeça dele – não use sabão para lavar a sua face;
• Comece a lavar o bebê pela cabeça e o rosto, passa para o tronco, braços, axilas, barriga e desça em direção às pernas e pés. Deixe os genitais por último;
• Ao lavar as costas e o bumbum do bebê, coloque-o de bruços, mas com cuidado para que o rosto não toque a água;
• Lave muito bem todas as dobrinhas do bebê (pescoço, pernas e axilas);
• Prefira sabonetes neutros;
• Não use colônias, talcos ou cremes perfumados: consulte antes o pediatra;
• Retire brincos, pulseiras, anéis e relógios antes do banho, para não machucar o bebê;
• Lave as mãos antes de dar o banho;
• A toalha de banho deve ser macia e com boa absorção. Ao secar o bebê, preste atenção para secar bem as dobrinhas, atrás da orelha e entre os dedos;
• Se ele ainda estiver com o coto umbilical, lave-o com água e sabão;
• E o mais importante: NUNCA deixe o bebê sozinho na banheira ou no trocador!

O uso de cotonetes deve se restringir apenas para limpar os contornos das orelhas. Jamais os introduza nos ouvidos ou narinas do bebê. Corte as unhas do bebê sempre que estiverem compridas, de preferência, logo após o banho, e quando ele estiver dormindo. As melhores tesouras são as de pontas arredondadas.

Por: AgComunicado