Atenção ao volume do som ao utilizar fones de ouvido


Música alta projetada diretamente dentro do ouvido comprovadamente prejudica a audição.

 Pessoas andam pelas ruas, relaxam e até trabalham ao mesmo tempo em que usam fones que projetam suas músicas preferidas dentro de seus ouvidos. Os mais jovens têm o hábito de escutar música alta e desligar-se, de certa forma, do que acontece ao redor. Essas cenas corriqueiras parecem inofensivas, mas na realidade exigem atenção. 
 
Os fones servem exatamente para ouvir algo de maneira particular, sem nenhum barulho externo. Sem entrar na seara da utilização profissional, modelos de fone acústico abafam mais o som e atraem as pessoas que adoram música alta. E música alta projetada diretamente dentro do ouvido comprovadamente prejudica a audição.
 
Problemas relacionados ao uso excessivo do aparelho com volume em níveis que ultrapassam os limites de decibéis suportáveis pelo ouvido humano começam a ser percebidos aos poucos, independente da idade, e tendem a piorar com o passar do tempo caso os hábitos não sejam revistos.
 
É importante ficar atento e identificar alterações na audição. Confira: 
 
• Zumbido ou sensação de “ouvido abafado” – Isso implica em um provável dano nas células ciliadas, com funções de equilíbrio e proteção do ouvido interno;
 
• Escutar de forma diferente por um ouvido em comparação ao outro – Geralmente pode ser percebido ao se utilizar o telefone;
 
• Dificuldade em ouvir as pessoas, ou televisão e rádio em volumes mais baixos.
 
Diante de situações como essas, é necessário consultar um especialista otorrinolaringologista. A avaliação clínica e testes auditivos são realizados para diagnosticar possíveis problemas e tratá-los da melhor maneira. Pode ser necessário o uso de medicamentos específicos.
 
Em todo caso, diminuir o volume dos fones e ouvi-los com menor frequência é a solução mais adequada para não prejudicar a audição.
 
Por: AgComunicado