Associar alimentação equilibrada à atividade física reduz colesterol ruim


Veja os alimentos que ajudam a reduzir os níveis do colesterol ruim

 O colesterol é um lipídeo insolúvel encontrado nas células do organismo e na circulação sanguínea. Essencial para a boa saúde, é ele quem ajuda na produção de vitamina D, hormônios e no processo de regeneração celular. O problema acontece quando há excesso de colesterol ruim no organismo.
 
Existem dois tipos de colesterol: o LDL, conhecido como colesterol ruim e o HDL, colesterol bom. O LDL é considerado ruim porque deposita-se nas paredes das artérias e as torna mais estreitas, o que dificulta a circulação sanguínea e implica no entupimento das artérias. Está associado à obesidade, diabetes, infarto e derrame. O HDL, por sua vez, “recolhe” o colesterol ruim depositado nos vasos sanguíneos.
 
O colesterol ruim é geralmente associado às pessoas obesas ou com grande volume de gordura abdominal e visceral. Mas isso não é regra. Pessoas magras com propensão genética, sedentárias ou com má alimentação não estão imunes ao problema. 
 
Manter uma alimentação balanceada junto à uma atividade física regular é a maior recomendação para prevenir alterações nos níveis de colesterol ruim. A prática de exercícios físicos libera substâncias que aumentam os níveis de HDL. Para turbinar o cardápio, aposte em peixes como salmão, atum e truta. Por serem ótimas fontes de ômega-3, eles previnem doenças cardiovasculares e reduzem a formação de coágulos no sangue. Alimentos ricos em fibras solúveis, como a aveia, ajudam na redução do colesterol ruim. Frutas oleaginosas, como nozes e castanhas, apresentam grandes quantidades de antioxidantes e previnem o envelhecimento celular, o entupimento das artérias e diversos tipos de câncer. A arginina, outro componente das frutas oleaginosas, contribui para a redução dos riscos de doenças cardíacas. E por fim, para complementar a dieta, inclua quantidades moderadas de chocolate amargo (pelo menos 70% de cacau). Além de favorecer a sensação de bem estar, ele contêm substâncias como os flavonoides, que contribuem para a redução do LDL.
 
Por: AgComunicado