Asma é um problema respiratório


Medicamentos que melhoram o fluxo de ar e antiinflamatórios podem ser prescritos pelo médico.

Dificuldade respiratória, falta de ar, aperto no peito e tosse são os principais sintomas que uma pessoa asmática apresenta. A asma é causada por uma inflamação crônica das vias respiratórias que provoca inchaço e estreitamento das vias aéreas. Isso reduz a quantidade de ar inalado e pode estar  relacionada a fatores genéticos ou ambientais.
 
Pessoas de todas as idades podem sofrer de asma. O mais comum é o diagnóstico ainda na infância e em pessoas com familiares com histórico de crises asmáticas ou alérgicas.
 
O desenvolvimento da asma pode ocorrer devido à mudanças climáticas, produtos químicos, pelos de animais, poeira e fumo. Para amenizar e tentar combater estes fatores que provocam reações asmáticas, existem várias dicas recomendadas pelos especialistas, tais como: remover tapetes (principalmente dos dormitórios) e passar aspirador de pó regularmente; usar produtos de limpeza neutros ou ecológicos na casa; manter os níveis de umidade baixos e consertar vazamentos, reduzindo o desenvolvimento de mofos; eliminar completamente a fumaça de cigarro. Fumar, além de ser um hábito que coloca em rico a saúde do fumante e das pessoas ao ser redor, provoca reações e crises de asma. O cheiro que fica impregnado na roupa também induz crises no asmático.
 
Ao sentir os primeiros sinais de uma crise, deve-se procurar auxílio médico principalmente, nos casos de falta de ar intensa e chiado no peito. Os tratamentos da asma envolvem o controle e a prevenção de crises e alívio dos sintomas. Medicamentos que melhoram o fluxo de ar na crise asmática e antiinflamatórios à base de corticoides podem ser prescritos pelo médico.
 
O controle e a prevenção da asma começam dentro de casa, junto dos familiares. Evitar os fatores de risco e seguir os tratamentos recomendados é o caminho certo para combater esse problema. 
 
Por: AgComunicado