As Complicações da Diabetes Tipo 1


Entenda quais as origens e como funciona a Diabetes, uma verdadeira epidemia.

Complicações

Complicações da diabetes mellitus tipo 1 podem incluir doença cardiovascular, neuropatia diabética e retinopatia diabética, entre outros. No entanto, a doença cardiovascular, bem como neuropatia podem ter uma base auto-imune, também.

 
Condução

Estudos realizados nos Estados Unidos  e na Europa mostraram que os condutores com diabetes de tipo 1 tinham o dobro de colisões como seus cônjuges não-diabéticos, demonstrando o aumento do risco de dirigir colisões na população diabetes tipo 1. A diabetes pode comprometer a segurança da condução de várias maneiras. Em primeiro lugar, complicações a longo prazo da diabetes podem interferir com a operação segura de um veículo. Por exemplo, a retinopatia diabética (perda da visão periférica ou acuidade visual), ou neuropatia periférica (perda de sensibilidade nos pés) pode prejudicar a capacidade do motorista para ler sinais de trânsito, controlar a velocidade do veículo, aplicar pressão adequada para os freios, etc. Em segundo lugar, a hipoglicemia pode afetar os processos de uma pessoa de raciocínio, coordenação, e estado de consciência. Esses achados indicam que, embora qualquer pessoa com diabetes de tipo 1 pode estar em risco de experimentando hipoglicemia perturbadores durante a condução, há um subgrupo de tipo 1 os motoristas que são mais vulneráveis ​​a tais eventos.


Epidemiologia

A diabetes de tipo 1 atinge um 5-10% de todos os casos de diabetes ou 11-22 milhões em todo o mundo. Em 2006, havia afetado 440 mil crianças menores de 14 anos de idade e foi a principal causa de diabetes em menores de 10 anos de idade. A incidência de diabetes de tipo 1 tem aumentado cerca de 3% ao ano.

Henrique Torres