As Causas da Bulimia Nervosa


Conheça as causas deste transtorno alimentar que é a bulimia nervosa.

Causas da Bulimia


Causas de Caráter Biológico da Bulimia


Como a anorexia nervosa, há evidências de predisposições genéticas que contribuem para o aparecimento deste distúrbio alimentar. Os níveis anormais de muitos hormônios, nomeadamente da serotonina, foram mostrados como sendo responsáveis por alguns comportamentos alimentares desordenados. O fator neurotrófico derivado do cérebro (BDNF), está sob investigação como um possível mecanismo de causa da bulimia.


Existem evidências de que os hormônios sexuais podem influenciar o apetite e a ingestão por parte das mulheres, e também o início da bulimia nervosa. Os estudos mostraram que as mulheres com hiperandrogenismo e síndrome do ovário policístico têm uma falta de regulação do apetite, juntamente com os hidratos de carbono e gorduras. Esta falta de regulação do apetite também é vista em mulheres com bulimia nervosa. Além disso, estudos genéticos realizados em camundongos demonstraram que os ratos que têm os genes que codificam receptores de estrogênio diminuiram a fertilidade devido à disfunção do ovário e à falta de regulação de receptores de androgênio. Nos seres humanos, há evidências de que existe uma associação entre os polimorfismos na RpE (β receptor de estrogênio) e a bulimia, sugerindo-se assim que existe uma correlação entre os hormônios sexuais e a bulimia nervosa.
 
 
Existem dois subtipos de bulimia nervosa:


    O bulímico purgante que autoinduz o vômito (geralmente por desencadear o vômito ou ingerir produtos purgantes) para remover rapidamente os alimentos do corpo antes de serem digerido, ou usar laxantes ou diuréticos.
     E os bulímicos não purgantes (cerca de 6-8% dos casos) fazem muitos exercícios para compensar a ingestão de calorias depois de comer. Por meio destes mecanismos os bulímicos imaginam poder emagrecer por não absorverem completamente os alimentos.
 
Henrique Torres