Aparelhos de ultrassom modernos atuam no diagnóstico precoce de doenças


Modelo WS80A Elite, da Samsung, possibilita diagnóstico de microcefalia e distúrbios genéticos, como Síndrome de Down

No momento em que a mulher descobre a gravidez o ultrassom torna-se uma referência, pois a ansiedade gira em torno, principalmente, de qual será o sexo do bebê. Hoje o ultrassom é uma ferramenta que vai muito além dessa informação, podendo até mesmo trazer diagnósticos precoces sobre possíveis alterações na formação do feto, como exemplo os sinais da microcefalia, doença que preocupa atualmente, afetada pelo vírus zika. 

Leia também: Medidas essenciais para a prevenção do Zika vírus em adultos e em crianças

Por meio do ultrassom é possível analisar o desenvolvimento do bebê, verificar qualquer tipo de alteração e tranquilizar a família sobre as condições de saúde da criança. Os diagnósticos rápidos ainda na fase de gestação trazem inúmeros benefícios, sobretudo a possibilidade de tratamento precoce, no caso de alguma implicação.Os laboratórios mais sofisticados já contam com aparelhos de última geração, como o ultrassom 3D que possibilita reconstituir a formação física do bebê, diferente dos borrões vistos em aparelhos antigos. 

Atualmente, as mães já podem conhecer claramente o rosto do bebê, o que ameniza a curiosidade e desperta a emoção. O vice-presidente da  divisão de Consumer Electronics da Samsung Brasil, Tony Firjam, explica as vantagens do recente aparelho lançado pela marca, modelo WS80A Elite, que possibilita visualizar o sistema nervoso central, com o auxílio da tecnologia 5DCNS, além de apontar diagnósticos precisos. 

“O equipamento tem a ferramenta 5D Heart realiza o exame do coração do bebê de forma rápida e prática com a automatização. O aparelho também possui um aquecedor de gel integrado, que permite que o exame seja feito com mais conforto para as futuras mamães”, revela. 

Ultrassons no diagnóstico da microcefalia

 

Em meio aos inúmeros casos de microcefalia no país, sobretudo na região do nordeste, a Organização Mundial de Saúde (OMS) ressalta sobre a importância da realização dos exames de ultrassonografia entre a 18ª e a 20ª semana de gestação. De acordo com o representante da Samsung o aparelho de ultrassom tecnológico irá contribuir no tratamento precoce de inúmeras doenças, incluindo a microcefalia.

“É possível o diagnóstico precoce de más formações, alterações cardíacas, síndromes cromossômicas, hidrocefalia, entre outras implicações. No caso de microcefalia associada ao zika vírus, por exemplo, já é possível antecipar o diagnóstico a partir da 17ª semana de gestação, para iniciar, assim que possível, a fisioterapia de estímulos, com o intuito de minimizar as sequelas da doença”, ressalta. 


“O seu filho tem microcefalia”, mãe relembra o dia em que recebeu a notícia

 

Os principais diagnósticos possíveis através do ultrassom:

 

-Avaliação da placenta e líquido amniótico;

-Diagnósticos de possíveis doenças na mãe durante a gestação, como miomas;

-É possível avaliar a morfologia do bebê;

-Possibilita diagnóstico precoce em casos de síndrome de Down;

-Traz mais segurança em partos naturais.

 

O Ministério da Saúde alerta sobre a banalização das cesáreas sem a indicação médica. A cirurgia, além de invasiva, aumenta em 120 vezes as chances de doenças respiratórias para o bebê e cresce o risco de morte entre as mães.O ultrassom nesse caso pode sinalizar o melhor momento para o parto normal.

“A alta resolução da anatomia em 3D com a percepção de profundidade e realidade, permite que o médico tenha mais precisão do momento limite para iniciar o parto, pois tem visão da dilatação da mãe, do nível de líquido amniótico, do estado da placenta, entre outras análises importantes até o nascimento”, explica o representante. 

 

Participação de Tony Firjam, vice-presidente da divisão de Consumer Electronics da Samsung Brasil.

 

Referências:

http://unasus.gov.br/noticia/novas-regras-de-incentivo-ao-parto-normal-entram-em-vigor

Juliana Rodrigues