Anticoncepcionais: o que são e como funcionam?


Entenda o que são e como funcionam os anticoncepcionais.

Anticoncepcionais: o que são e como funcionam?

 

Anticoncepcional, comumente chamado de contracepção hormonal oral, contracepção feminina, comprimidos contraceptivos ou apenas pílula, é um modo anticonceptivo muito utilizado pelas mulheres. Existem várias marcas de anticoncepcionais no mercado, como o Allurene. Ao contrário dos preservativos, a pílula não protege de todos os males sexualmente transmissíveis, como as infecções.

 

Existem dois tipos de pílula contraceptiva: o comprimido combinado, ou seja, contém dois derivados de estrogênio e de progesterona e a pílula apenas com progesterona, ou seja, não contém estrogênio. A vantagem deste último é de risco cardiovascular menor para os utilizadores. No início do ano 2000, cerca de 60% das mulheres francesas com idade entre 20 a 44 anos usaram este remédio.

 

História dos anticoncepcionais

 

Pesquisadores dizem que a pílula foi usada pela primeira vezz por Margaret Sanger, uma enfermeira, e Katharine McCormick, uma fotógrafa. Em 1950, elas se ofereceram ao endocrinologista Gregory Pincus para financiar a pesquisa para o desenvolvimento de um hormônio sintético contraceptivo.  Esta pesquisa está baseada na crença de que a ovulação Pincus se interrompe durante a gravidez e está ligada à ação do hormônio progesterona. No desenvolvimento de um hormônio sintético semelhante à progesterona, torna-se possível impedir a fertilização.

 

A Síntese de hormônios de noretisterona é obtida em 1951 pelos químicos Luis Miramontes, Carl Djerassi (já famoso por ter descoberto a cortisona) e Jorge Rosenkranz. Com a ajuda do ginecologista, aconselha John Rock, conseguem desenvolver um contraceptivo em forma de pílula em 1956. Depois de testes em Porto Rico e no México, na casa da fazenda para escapar do clima hostil dos Estados Unidos, métodos vis-à-vis contraceptivos foram comercializado nos Estados Unidos em 1960 e autorizados na França de 1967.

Henrique Torres